quarta-feira, 22 de maio de 2013

Transpetro anuncia retomada dos contratos de 12 navios com Estaleiro Atlântico Sul

Atrapalhado presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que conseguiu trocar o nome do estaleiro de Suape pelo concorrente Mauá, deveria anunciar oficialmente, depois do evento oficial com Dilma, ainda em Suape, a retomada do contrato para encomenda de 12 navios ao Estaleiro Atlântico Sul (EAS). Acabou não fazendo. A promessa é que fosse divulgado um comunicado oficial, nesta tarde. Atualmente, o estaleiro está produzindo quatro embarcações simultaneamente. São mais três navios Suezmax do PROMEF - Dragão do Mar (em fase de edificação de megablocos), C-004 (em fase de montagem de blocos e pré-edificação) e C-005 (em fase de fabricação e montagem de blocos) – além da primeira plataforma de perfuração que será construída no Brasil. Encomendada pela Sete Brasil, a plataforma já recebeu 10 mil toneladas de chapas e 3,6 mil toneladas de perfis metálicos. Em março passado, houve o primeiro corte de chapas. Nesta segunda, com a presença da presidente da República Dilma Rousseff e dos seis mil colaboradores do Estaleiro Atlântico Sul (EAS), entrou em operação o navio petroleiro Suezmax Zumbi dos Palmares. Segundo navio entregue pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), o petroleiro integra a frota da Petrobras Transporte (Transpetro) e faz parte do pacote de encomendas ao EAS para o Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (PROMEF). A produção do Zumbi dos Palmares envolveu quase dois mil profissionais e utilizou mais de 21 mil toneladas de aço. Sua autonomia é de 20 mil milhas náuticas, o que significa que a embarcação poderia dar a volta ao mundo sem a necessidade de abastecer. O Zumbi dos Palmares zarpou do Cais de Acabamento do EAS totalmente testado e aprovado, de acordo com os padrões internacionais de qualidade da indústria naval mundial. Além dos dois primeiros navios Suezmax do PROMEF, o EAS já entregou o lower hull (parte inferior do casco) da plataforma de produção semissubmersível P-55, da Petrobras, totalizando três encomendas entregues e em absoluta conformidade com as exigências internacionais do setor. Com mais de 274 metros de comprimento e boca modelada (largura) de 48 metros, o Zumbi dos Palmares tem porte bruto de 157,7 mil toneladas e capacidade para transportar 1 milhão de barris, o que representa mais de 45% da produção diária de petróleo no País. Trata-se de uma embarcação, com a dimensão máxima para a passagem pelo Canal de Suez, que liga os mares Vermelho e Mediterrâneo.“Desde o lançamento do Estaleiro Atlântico Sul, estamos trabalhando forte e constantemente para aprimorar nossos processos e acabamentos e o Zumbi dos Palmares é mais um passo que demos neste sentido”, avalia o presidente do EAS, Otoniel Silva Reis. Para o executivo, este é um importante avanço para a indústria naval brasileira. “O EAS é, atualmente, o maior e mais moderno player de construção naval e offshore do Brasil e todas as nossas encomendas estão enquadradas nas exigências de conteúdo nacional. É um grande ganho para o País”, complementa Otoniel.


De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA