segunda-feira, 26 de março de 2012

Rumo às vagas da Petrobras


Inscrições começam amanhã para 1.521 oportunidades. Salários chegam a R$ 6.883




Rio -  Eleita uma das melhores empresas para se trabalhar no País, a Petrobras abre inscrições amanhã para 1.521 vagas. São voltadas para candidatos de níveis Médio e Superior de escolaridade. Os salários chegam a R$ 6.88. O certame formará também cadastro de reserva, o que aumenta ainda mais as chances de quem pretende ingressar na petrolífera. A pouco mais de um mês das provas, previstas para 6 de maio, o momento é de concentrar esforços e mergulhar de cabeça na preparação.
Quem almeja um cargo de Nível Médio deve começar os estudos pelas matérias mais exigidas: Português e Raciocínio Lógico. “Informática também é importante, uma vez que em todos os setores há contato direto com computadores, processadores de textos, tabelas e Internet”, afirma Rafael Sato, coordenador do R2 Cursos Preparatórios. “É preciso ter atenção ainda com Matemática Básica e Financeira, além de Estatística”, acrescenta o diretor do Curso Maxx, Alexandre Lopes. Já os candidatos às funções de Nível Superior devem estudar, além das disciplinas citadas, Inglês e as matérias específicas, de acordo com a vaga pretendida.
Vale destacar que as questões objetivas da Fundação Cesgranrio são todas de múltipla escolha. Em Português, a organizadora costuma cobrar regras gramaticais e linguagem não verbal, como charges retiradas de jornais.
“Em geral, os exames elaborados pela banca têm um grau médio de dificuldade”, afirma Sato. Segundo o especialista, para ter uma boa colocação, é importante acertar mais de 75% da prova.

“Sonho que vou alcançar”
Atraída pela estabilidade e os inúmeros benefícios oferecidos pela Petrobras, a aluna do Instituto IOB, Vanessa Pereira, 26 anos, estuda há oito meses para o concurso. “É um sonho que vou alcançar. Sei que serei classificada em função da qualidade dos meus estudos”, diz Vanessa, confiante. Para absorver melhor os conteúdos, a ela se prepara com o auxílio da Internet e costuma fazer provas anteriores da Cesgranrio. “É uma forma de me familiarizar com o estilo da banca”, dá a dica.
Fonte: O Dia Online

domingo, 25 de março de 2012

GALO ETERNAMENTE

PARABÉNS SUPER GALO

Amor pelo Super Galo.
Amor do torcedor pelo GALO.
A força e voz da Massa levam o Galo a ser o que é.
O leva ao patamar maior, um estilo de vida.
O leva a ser um amor maior, amor este alvinegro.
Amor este que move tudo que englobe o Galo.
Amor de torcedor, apoio incondicional.
Apoio de quem sempre acredita, de quem não desiste.
De quem torce pro time e não para os seus títulos e troféus.
Amor de quem grita gol como se fosse a última vez.
Que comemora cada belo lance como se fosse um espetáculo.
Que incentiva seus jogadores a se superarem.
Que não desiste de falar sempre: “Eu torço pelo GALO!”

video

 








O diabo entra na briga entre Edir Macedo e Valdemiro

Pastores recorrem até ao inferno para vencer guerra por fiéis no mercado da fé. Igreja Universal, de Macedo, perde fiéis e receita para a Mundial, de Valdemiro.
As entrevistas com o demônio para difamar a concorrência passaram a ser recorrentes na programação da Rede Record.


Os hoje arqui-inimigos Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, convocaram o demônio para ajudá-los na batalha que travam pela alma e generosidade dos fiéis. Recentemente, em seu programa de TV, Macedo “interrogou” o diabo, que, supostamente encarnado em uma devota, “confessou” ter se instalado na igreja rival e ser o responsável pelas propaladas curas operadas por Valdemiro. As entrevistas com o demônio para difamar a concorrência passaram a ser recorrentes na programação da Rede Record.

O chefe da Mundial, por sua vez, rebateu as acusações com outras de igual fineza: em seu programa no Canal 21, ele afirmou que o “câncer” de Macedo é obra do demônio. Na tréplica, Macedo levou sua médica à TV para atestar que não sofre da doença e ainda exibiu no programa Domingo Espetacular, da Rede Record, uma reportagem sobre a compra, por Valdemiro, de três fazendas avaliadas em 50 milhões de reais.

O acirramento da guerra dos pastores se dá num momento em que a Universal, de Macedo, perde fiéis e receita aos borbotões para a Mundial, de Valdemiro. Estima-se que, em catorze anos, o segundo tenha conquistado mais de 20% de seguidores do primeiro. Durante muito tempo, Valdemiro foi membro da cúpula da Universal. Preterido por Macedo na indicação para um posto de maior visibilidade na organização, ele rompeu com o chefe e fundou a sua própria igreja. Habilidoso, deu um passo atrás e resgatou o modelo primitivo que deu origem ao fenômeno da Universal: a luta contra Lúcifer e a promessa de curas e milagres de toda ordem — pilares que Macedo mais tarde substituiu pela “teologia da prosperidade”.

Ao adotar essa estratégia, Valdemiro passou a atender um nicho de fiéis que Macedo havia negligenciado com o amadurecimento do seu negócio, o público de menor poder aquisitivo e alta credulidade. Seus seguidores passam horas de pé em filas para poder tocar o seu corpo ou recolher um pouco de seu suor em toalhas ou pedaços de pano que são distribuídos na igreja. Valdemiro fomenta a crença de que sua transpiração tem o condão de realizar milagres.

Com os cofres recheados, Valdemiro passou a assediar os membros da Universal. Oferecendo salários e comissões mais altos que os pagos por Edir Macedo, ele atraiu prepostos do rival na Argentina, Inglaterra e em países africanos. Para profissionalizar seus negócios, canibalizou executivos da Record e do Banco Renner, controlado pela Igreja Universal. A riqueza que Valdemiro Santiago ostenta Macedo contabiliza como prejuízo.

O estrangulamento de suas contas pela concorrência chegou a afetar as operações da Record e a atrasar salários na TV, como ocorreu no ano passado. O quadro de deterioração das finanças de Macedo se tornou ainda mais calamitoso com a penhora pela Justiça da sede da emissora no Rio de Janeiro para garantia do pagamento de dívidas da Universal do Reino de Deus.


A má fase não terminou aí. Em setembro, o Ministério Público denunciou Edir Macedo pelos crimes de estelionato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Os procuradores o acusam de lavar no exterior o dízimo recebido pelos fiéis para depois despejá-lo nas contas da Record.

Ao lançar suspeitas sobre a forma como Valdemiro adquiriu suas fazendas, Macedo quer mostrar que o ex-discípulo também dá suas trombadas com a lei. Valdemiro já esteve enroscado em outras diabruras. Em 2003, o chefão da Mundial foi condenado a pagar cestas básicas por porte ilegal de armas. Ele foi flagrado em uma blitz com uma escopeta, duas carabinas e munição. Em 2010, três de seus pastores foram presos em Mato Grosso do Sul transportando sete fuzis M-15. Em depoimento à polícia, o motorista afirmou que o destino das armas era a cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

A crise desencadeada pela Mundial do Poder de Deus obrigou Macedo a redesenhar a administração de seu negócio. Uma das providências foi baixar as exigências para a abertura de novos templos. Antes, para abrir uma franquia, o pastor tinha de comprovar um potencial de arrecadação mínimo de 150 000 reais mensais, a ser atingido em seis meses. Agora, esse piso caiu para 50 000 reais. A comissão a que cada pastor tinha direito sobre o total arrecadado além da meta era originalmente de 10%. Macedo agora a dobrou. O que ele não abre mão é da eficiência.

Os pastores que não cumprem as metas dentro do prazo contratado são transferidos ou perdem o comando da franquia. Essa mudança, que aponta para uma capilarização da Universal, faz parte da estratégia de Macedo de substituir o modelo de construção de megatemplos pela pulverização de igrejas menores no país, de manutenção mais barata e mais próximas da casa dos fiéis. Com isso, ele espera baixar os seus custos de operação e evitar que outras ovelhas se desgarrem. Pastores e assessores próximos dos dois líderes afirmam que estes são apenas os primeiros movimentos de uma guerra sem previsão de fim.

Fonte: EXAME.com

quinta-feira, 22 de março de 2012

Petróleo e gás em Rio Grande e São José do Norte

 
 



Refletir sobre o futuro do Rio Grande, uma das regiões mais promissoras do País, capaz de puxar novamente o futuro do Estado, é um saboroso exercício.
Do que se está acompanhando com atenção, São José do Norte pode ser a escolhida para receber um terminal de regaseificação de gás natural liquefeito, em uma parceria da, Hyundai, Sansung e Petrobras. O local poderá ser onde seria instalado o Estaleiro EBR. A Global Toyo, do Japão, seria a parceira responsável pelo projeto de viabilidade. O Polo Naval do Rio Grande já segue seu caminho inexorável, um desenvolvimento implacável, em função da avantajada localização geográfica. Aliás, tudo sempre ocorreu devido a essa localização. A fixação da fronteira sul do Brasil começou em Rio Grande em função do acidente natural chamado Canal do Rio Grande, no século 17, depois veio o ciclo das charqueadas, no século 18, e o ciclo industrial, do início do século 20 até meados do mesmo. Agora chega à região do Porto do Rio Grande o ciclo decorrente do petróleo e gás.
Justamente os produtos vitais para a explosão econômica mundial nesse século 21, originada principalmente pelos mercados emergentes gigantes da China e Índia. Das notícias veiculadas, a Hyundai, Sansung e Petrobras assinaram, no início de fevereiro desse ano, a intenção para viabilizar a implantação de um terminal de regaseificação no Rio Grande do Sul, com investimentos que podem atingir R$ 5 bilhões, o que deve triplicar o volume de gás disponível no Estado. Atualmente, há no país dois terminais de regaseificação, no Rio de Janeiro e no Ceará, sendo que um terceiro está em construção na Bahia. No estado do Rio Grande do Sul, o terminal teria parte da produção utilizada na geração de eletricidade e consumo industrial.
Os estudos de viabilidade de implantação do terminal de regaseificação durarão seis meses. E como se é de esperar, o local do terminal não foi escolhido ainda. Na assinatura do contrato de intenções, a até então diretora Maria das Graças Foster, hoje, presidenta da Petrobras, disse uma frase enigmática: "Trabalhando com o Rio Grande do Sul, Samsung e Hyundai tenho certeza que teremos um excelente resultado. É um trabalho cooperativo para um projeto estruturante". Sim, estruturante do quê? Porém, antes do anúncio da intenção de construção do terminal, a empresa Global Toyo, do Japão foi apresentada pelo Estaleiro EBR como investidora no estaleiro a ser construído em São José do Norte. Acontece que a Toyo não é investidora e não constrói estaleiros, assim como a EBR nunca construiu navios. Porém, a EBR possui um filé na mão, a licença prévia da Fepan, obtida em dezembro do ano passado, da melhor área portuária disponível do Porto do Canal do Rio Grande.
A Global Toyo é uma empresa de consultoria na área de projetos de instalações industriais de gás, petróleo e petroquímica, parceira da Petrobras e Hyundai em diversos projetos. Ora, com esses elementos que as mídias no trazem, reflete-se que o local indicado para a instalação do terminal de regaseificação de gás natural poderá ser mesmo em São José do Norte, onde seria o Estaleiro EBR. E mais prazerosamente podemos ir além, imaginando que a Petrobras com acesso a um porto no Sul esteja “estruturando” o seu futuro para após a perfuração de prospecção de petróleo e gás na Bacia Pelotas, em alto-mar, prevista para esse ano, ao custo de 80 milhões de dólares, que poderá culminar com o anúncio de descoberta e produção viável desses produtos.
A Bacia Pelotas estende-se do Uruguai até Santa Catarina, e a primeira perfuração de exploração da Petrobras será entre Tavares e São José do Norte, até uma profundidade de 7 mil metros. Todavia, a Petrobras tem prazo para concluir a exploração, sob pena de perder a respectiva concessão comprada. A parte preocupante é que o prazo está acabando e não se tem, sequer, notícias do licenciamento ambiental aprovado.
Fonte: Jornal Agora (Rui Juliano - Engenheiro civil)

terça-feira, 20 de março de 2012

Ferrovia Norte-Sul é crucial para o crescimento do país, afirma presidenta Dilma



Presidenta Dilma Rousseff cumprimenta trabalhadores do canteiro de obras da ferrovia Norte-Sul. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR


A presidenta Dilma Rousseff disse, em Goianira (GO), durante visita a trechos da Ferrovia Norte-Sul, que a conclusão da obra é crucial para o crescimento do país.

“Eu quero alertar o Brasil que nós voltamos a investir em ferrovias, que essa ferrovia é crucial para esse país crescer, que ela beneficia estados importantes da federação, e quando beneficia estados importantes como Goiás e Tocantins, beneficia o conjunto da federação”, afirmou Dilma.

Após percorrer seis quilômetros do trecho que liga Palmas (TO) a Anápolis (GO), e sobrevoar as obras da Extensão Sul da Ferrovia, a presidenta disse que optou por fazer uma reunião de trabalho no canteiro de obras do lote 1, ao invés de realizá-la em Brasília, pois dessa maneira é possível detectar rapidamente eventuais problemas e buscar as soluções.

“Poderíamos fazer [a reunião] em Brasília, mas o que percebemos é que ela não é tão real, tão efetiva. Quando nós chegamos aqui, falando com o governador, com o prefeito, mas sobretudo conversando com os empresários responsáveis por cada trecho, porque é esse o nosso objetivo aqui, ela não é uma visita política, é uma vista de trabalho, e descobrimos o que está faltando, o que pode ser solucionado”, afirmou a presidenta.

Com 2.255 quilômetros de extensão, Dilma disse que a ferrovia Norte-Sul será a coluna vertebral do país. “É como se fosse a coluna vertebral do Brasil que nós estamos construindo, daí a importância dela, de nós fazermos uma reunião de trabalho no lugar (…) eu saio de Brasília e venho aqui porque eu acredito que essa é a forma de fazer com que isso se acelere, com que isso se realize, e com que isso se multiplique”.

Participaram da visita às obras da ferrovia Norte-Sul e da reunião de trabalho os ministros dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e do Planejamento, Miriam Belchior, além de representantes da Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes, responsável pela execução da obra.

Fonte: Blog do Planalto

Presidente da Petrobras visita canteiro de obras da Quip

Maria das Graças Foster conheceu as obras em andamento.

Na manhã desta segunda, 19, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, esteve visitando o canteiro de obras da Quip. Na ocasião, o diretor-geral da QUIP, Miguelangelo Thomé, acompanhado pelos acionistas e pelos gestores dos projetos da Quip, recebeu a presidente e sua comitiva. Logo após assistirem ao "briefing" de segurança, dirigiram-se ao canteiro de obras da Honório Bicalho para conhecer a estrutura dos projetos da P-58, da P-63 e da ampliação do cais, verificando ainda o andamento das obras.

Graça Foster comentou que gostou de ver a organização dos canteiros dos projetos e ainda afirmou que pretende retornar em breve a Rio Grande e que sua expectativa é encontrar a estruturação como presenciou na manhã desta segunda-feira.

Após a visitação às estruturas da Quip, a comitiva foi ao Estaleiro Rio Grande conhecer o projeto da P-55 e do Estaleiro Rio Grande, onde foi recebida pela equipe da Petrobras.


Fonte: Jornal Agora

ArcelorMittal e Usiminas planejam porto de US$ 800 milhões

As empresas aguardam o edital de licitação que deve sair até junho




A ArcelorMittal, maior grupo siderúrgico do mundo, e a brasileira Usiminas planejam parceria para disputar a concessão de construção de um porto na baía de Sepetiba (RJ), em projeto que viabilizará maiores exportações de minério de ferro.

O consórcio em formação, que deve contar também com a operadora de portos Multiterminais, prevê investimentos da ordem de US$ 800 milhões para melhorar o escoamento da produção de Minas Gerais, afirmou à Reuters o diretor-presidente da ArcelorMittal Mineração Brasil, Sebastião Costa Filho.

As empresas aguardam o edital de licitação, que deve sair até junho, segundo o executivo, para disputar a concessão conhecida como "área do meio", para erguer um novo porto entre os dois já existentes operados pela Vale e a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

"Temos perspectiva, conversas adiantadas com a Multiterminais e a Usiminas Mineração para, através de um consórcio... tornar mais competitiva a exploração minerária em Serra Azul (MG)", afirmou Costa Filho.

Além de escoar a produção própria, a companhia sinalizou que poderá exportar o minério de outras companhias.

"Estamos pretendendo também abrir espaço a pequenas mineradoras da região", acrescentou.

O principal problema das mineradoras com planos de expansão em Minas Gerais é a logística deficitária para escoamento do minério de ferro, relatam várias empresas. O Estado responde por cerca de dois terços da produção nacional da matéria-prima do aço.

Produção

A ArcelorMittal planeja expandir sua produção em cerca de 65% no próximo ano, com investimento de US$ 50 milhões na mina de Serra Azul, além dos US$ 75 milhõesque estão sendo aplicados em uma nova planta na mina do Andrade, como lembrou o executivo.

A meta da empresa é elevar a produção de ferro no Brasil para 7,1 milhões de toneladas em 2013, segundo revelou o executivo.

Mas em 2012 a extração deverá recuar, para 4,3 milhões, ante os 5,3 milhões de toneladas produzidos em 2011, com o declínio da produção antes da nova injeção de recursos para a empresa elevar o total produzido.

A companhia tem como meta produzir 75 por cento das suas necessidades de minério de ferro a partir de minas próprias, chegando a uma produção da ordem de 100 milhões de toneladas. A produção global de minério da Arcelor soma 54 milhões de toneladas.

Além de Serra Azul, a companhia produz minério na mina do Andrade, próxima à sua usina siderúrgica em João de Monlevade. A planta é totalmente abastecida com minério próprio, e o excedente é vendido para a Usiminas.

A empresa também trabalha com outras alternativas ao porto, caso não seja bem-sucedida na disputa pela concessão. Avaliar outras alternativas portuárias, bem como a construção de mineroduto ou simplesmente redirecionar a produção para o mercado interno, foram opções mencionadas pelo executivo.

"Não temos previsão de reduzir nossa produção", disse.

Segundo ele, não há problema de logística para levar o minério de Minas Gerais até o Rio, onde fica a área de concessão que será leiloada pela companhia Docas.

A ferrovia MRS tem espaço suficiente para transportar o minério da Arcelor, disse o executivo.

Para transportar o minério da mina até a ferrovia, a companhia estuda se construirá rodovia, pequena ferrovia ou um mineroduto.

Fonte: Economia.ig

quinta-feira, 15 de março de 2012

INCÊNDIO FAZ PLATAFORMA DA QUEIROZ GALVÃO ADERNAR NO CAMPO DE ALBACORA, NA BACIA DE CAMPOS






RIO e CAMPOS — Um incêndio causou na tarde de terça-feira o adernamento da plataforma de perfuração SS-39 (Alaskan Star) da empresa Queiroz Galvão Óleo e Gás, que presta um serviço para a Petrobras no campo de Albacora, na Bacia de Campos, a 193 quilômetros da costa de Macaé. A Petrobras e a Agência Nacional de Petróleo (ANP) confirmaram o incidente. O incêndio começou em um paiol de tintas, localizado em uma de suas torres, o que causou o adernamento da estrutura em cerca de três graus. De acordo com a estatal, a plataforma já está estabilizada e não houve vítimas entre os 102 profissionais embarcados na hora do incidente.
A Petrobras informou que acionou sistema de segurança da plataforma, fechando o poço automaticamente, e que, assim, não há risco de vazamento. A empresa notificou oficialmente as autoridades competentes, instaurando uma comissão técnica para investigar as causas do incêndio. Segundo nota da ANP, entretanto, houve vazamento de uma pequena quantidade de fluído de perfuração, que já foi controlado. A agência vai investigar o caso. Procurada, a Queiroz Galvão preferiu não se pronunciar sobre o ocorrido em sua plataforma de perfuração.
Este ano, a Petrobras já relatou dois outros pequenos incidentes,—um na Bacia de Campos e o outro no pré-sal de Santos — quando houve leves vazamentos.
Estrutura, de 1976, passou por reforma em 2006
De acordo com o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro/NF), com sede em Macaé, trabalhadores informaram que o adernamento da plataforma SS-39 estava controlado, e que o incêndio no paiol foi rapidamente contido.O Sindicato não soube informar se já havia sido iniciado, no fim da tarde de terça-feira, o processo de evacuação da plataforma, que fica a três milhas ao norte da P-25, para onde, em caso de emergência, os 102 petroleiros poderiam ser transferidos.
Uma fonte da Petrobras informou que barcos de emergência foram deslocados para a SS-39 e que, além da P-25, outras plataformas do campo de Albacora estariam sendo preparadas para receber funcionários da sonda onde ocorreu o problema.
Segundo relatos de trabalhadores que estão na plataforma, feitos através de um sistema de rádio, o adernamento é visível. O Sindipetro/NF admitiu que a comunicação com a SS-39 está difícil.
A Alaskan Star foi a primeira plataforma de perfuração da Queiroz Galvão e estava em funcionamento no Brasil desde 1994. O modelo semi-submersível foi construído em 1976 no Japão pela Mitsubishi Heavy Industries. A última atualização da sonda, que tem capacidade de perfuração de até 510 metros de lâmina d'água, foi em 2006, segundo relatório da Queiroz Galvão.
O acidente na SS-39 ocorreu um dia antes de o Sindipetro/NF realizar eventos para lembrar uma das maiores tragédias da Bacia de Campos, quando 11 petroleiros morreram com a explosão da P-36, da Petrobras, em 15 de março de 2001.
O Sindipetro/NF promove hoje e amanhã cerimônias e atos públicos para lembrar a data. Hoje será realizada em Macaé uma mesa redonda com o tema “Interdições e Autuações na Bacia de Campos”. Na quinta-feira, dia 15, a partir das 7h30, acontecerão manifestações com a participação dos trabalhadores, parentes e vítimas de acidentes, nos aeroportos de Macaé, Farol de São Tomé e Cabo Frio.

Fonte: O Globo

Eike e Petrobrás fazem acordo de US$ 1,6 bilhão


OSX negocia construção de duas sondas de perfuração com a Sete Brasil, sócia da estatal


A Petrobras e o empresário Eike Batista devem se associar pela primeira vez, nas próximas semanas, num contrato de fornecimento de equipamentos para exploração do pré-sal. O elo será a OSX, empresa de serviços offshore do grupo, que negocia a construção de duas sondas de perfuração, num valor estimado em US$ 1,6 bilhão (R$ 2,89 bilhões), com a Sete Brasil, empresa de investimentos da qual a Petrobrás é sócia.
Posteriormente, as sondas construídas pelo grupo de Eike devem ser afretadas (alugadas) para a própria Petrobrás. "A Sete Brasil está em fase de negociação com o estaleiro OSX e acredita muito no interesse comum entre as empresas de tornar este projeto possível", João Carlos Ferraz, presidente da Sete Brasil.
O negócio selará uma nova fase de relacionamento de Eike com a Petrobrás, antes marcado pela disputa por investidores e pelo recrutamento de executivos da estatal. Desde a criação da petroleira concorrente, a Petrobras viu estrelas de seus quadros serem contratadas a peso de ouro por Eike - como é o caso do próprio diretor-geral da OGX, Paulo Mendonça.
Além do negócio de US$ 1,6 bilhão para a construção das sondas, o possível afretamento delas não custaria à Petrobras menos de US$ 1 milhão por dia. Os últimos contratos de afretamento fechados pela estatal em fevereiro foram de até 15 anos e ultrapassaram este valor.
Um megaequipamento desse tipo não fica pronto em menos de três anos, no melhor dos cenários. As sondas seriam construídas na Unidade de Construção Naval do Açu (UCN Açu, ao lado do Superporto do Açu), mais um estaleiro que pode ser enquadrado na denominação "virtual". Ou seja: as sondas precisam começar a ser montadas com o estaleiro ainda em construção. As informações são do jornalO Estado de S. Paulo.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Incêndio na Ilha do Leonídio queima área de 200 hectares



Na manhã desta terça, 13, uma grande quantidade de fumaça atingiu algumas regiões do Município, juntamente com forte cheiro de mato queimado, o que deixou alguns rio-grandinos curiosos e preocupados. O cenário foi causado por um incêndio, que ocorreu na Ilha do Leonídio, e teve início ainda na noite de segunda-feira, 12, segundo informações dos moradores do local. A direção do vento acabou carregando os indícios do fogo até o centro da cidade.

"Começamos a sentir o cheiro a macega queimada durante a madrugada e, quando chegou a manhã, já percebemos o fogo queimando boa parte do campo. Mesmo morando perto, não estou com medo, porque tem muito mato e vai ser difícil chegar as casas", disse o agricultor Sadi Silveira.

Segundo o proprietário do campo onde o incêndio teve origem, Luiz Carlos Mello de Oliveira, o fogo começou por volta das 22h de segunda, na área que fica próxima ao acesso ao matadouro. O espaço, destinado à pecuária, tinha cerca de 45 cabeças de gado, que foram retiradas para um terreno perto dali, sem danos. A área queimada está estimada em 200 hectares. Preocupado, o pecuarista auxiliou na contenção do fogo manualmente, com uma espécie de abafador artesanal.

"Estou tentando controlar do jeito que dá, mas no meio do junco não tem como entrar. O fogo alastrou-se muito rápido, e não sei ao certo como começou. Minha esperança é de que a chuva aumente e auxilie na contenção das chamas, umedecendo o junco. Depois que baixar a poeira é que vou avaliar para ver o prejuízo. Meu maior gasto vai ser com os arames, gastando um total aproximado de R$ 3 mil para mais", disse Luiz Carlos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, por ser em região de banhado, o fogo estava confinado, em uma área de difícil acesso, sem oferecer riscos às residências. "Estivemos com uma guarnição durante todo o período no local, controlando e monitorando as chamas, e estamos disponibilizando outra equipe com mais quatro soldados para auxiliar o trabalho. A expectativa é de que em menos de 24 horas tudo esteja normalizado", disse o Sargento Saraçol. De acordo com ele, o Corpo de Bombeiros acredita que a origem tenha sido provocada por queimada de lixo ou ainda por algum trabalhador que tenha descartado bagana de cigarro próximo ao local.


Fonte: Anelize Kosinski (Jornal Agora)

É necessário acordar!!!



Dr. Cleiton Peixoto Primo*

Desde a implantação do Polo Naval em Rio Grande tenho acompanhado atentamente o desenvolvimento de nossa querida cidade. Embora esteja residindo em outro estado da federação (Santa Catarina) há cerca de 15 anos, diariamente, acordo pensando o que fazer para contribuir com este desenvolvimento que “não é sonho é, sim, uma realidade“. A leitura que faço sobre nossa cidade é a seguinte: a cidade Macaé/RJ, em função do seu desenvolvimento petrolífero e naval transformou-se em um verdadeiro polo hoteleiro e naval formado pelas maiores bandeiras hoteleiras. Ao chegar em Macaé, percebe-se nitidamente que a população nativa mudou-se para cerca de 45 km de distância ou seja para a cidade de Rio das Ostras.
A população atual transformou-se em técnicos e peões. Dentro de no máximo cinco anos, Rio Grande será transformado exatamente como Macaé. Por esta razão “é necessário” urgentemente que os empresários rio-grandinos acordem para esta realidade que não é sonho. É necessária maior velocidade nas ações a serem realizadas. É necessário que as autoridades municipal, estadual e federal formem um grande pacto com a finalidade de apoiar a chegada de toda a cadeia produtiva do Polo Naval. Deixem de pensar na política e passem a pensar no povo rio-grandino e na cidade do Rio Grande.
Cem ou duzentos milhões de reais para obras de infraestrutura (habitação, saneamento, educação, saúde e outros) não são nada para tudo isto que está ocorrendo. Precisamos de bilhão para cima.
Os investimentos no Polo Naval são de bilhões e é  necessário investir urgentemente na mobilidade urbana sob pena de brevemente termos um colapso. É necessário centenas de novos projetos afins de que a cidade do Rio Grande bem como a população rio-grandina e os novos moradores possam usufruir de uma melhor qualidade de vida.
Também é necessário incrementar o turismo em nossa região através do Oceanário Brasil da Furg. Este grandioso empreendimento trará a Rio Grande e à praia do Cassino, em cinco anos, após a sua edificação, cerca de 1 milhão de turistas, ou seja cerca de 200 mil turistas por ano.
É preciso que todos os envolvidos neste progresso se reeduquem qualificando melhor suas empresas e seu quadro funcional para que todos possam participar ativamente deste desenvolvimento que, repito, não é sonho é realidade. Tudo isto que está acontecendo é para que todos nos possamos usufruir, é para nossos netos, bisnetos e tataranetos.
Se a população do Rio Grande não despertar. Lamento muito informar que a cidade irá perder muito, mas muito mesmo.
Precisamos urgentemente mudar, mudar na política atual, mudar a forma de atuação dos empresários rio-grandinos, tendo como lema mais velocidade, mais dinâmica nas ações que se fazem necessárias para que haja um desenvolvimento organizado e sustentável. Trazendo como consequência uma vida digna com qualidade a todos os rio-grandinos e a todos aqueles que estão chegando.
É necessário pensar e colocar em prática com velocidade ações e projetos que levantem a alta estima deste povo rio-grandino que há cerca de 03 décadas aproximadamente vem sofrendo pela estagnação ocorrida.
A empresa Engevix, da qual a ecovix faz parte, e qual conheço com profundidade, é a maior empresa brasileira na área de projetos e gerenciamento de grandes obras públicas e privadas. Mais de 2000 funcionários, entre engenheiros, arquitetos, economistas e administradores de alto nível fazem parte de seu organograma funcional gerenciando e projetando as maiores obras de engenharia no Brasil e na América Latina. Há cerca de 45 anos atua fortemente nesta área é uma empresa catarinense com filiais em diversos estados da federação. Trata-se de uma empresa séria competente e cumpridora de suas obrigações perante aos seus clientes privados e públicos.
Na área de responsabilidade social, o grupo Engevix fundou através de seus três sócios fundadores, o instituto Engevix onde ali mais de 2 mil crianças são educadas e mantidas pelo Instituto e seus sócios com suas respectivas esposas fazem questão de administrar.
O povo rio-grandino tem a obrigação e o dever de acolher esta grandiosa empresa que veio para Rio Grande para ficar. E esta obrigação bem como o dever deve ser incrementado com muita velocidade através de dinamismo, competência e honestidade. Empresários rio-grandinos, organizem-se, reeduquem-se e sejam rápidos, caso contrário lamento informar que nossa cidade e nossos empresários perderão muito, mas muito mesmo.

*Advogado e consultor especialista em direito tributário e empresarial

Fonte: Jornal Agora (Artigo)

segunda-feira, 12 de março de 2012

Jesus é a água viva


Olá nobres amigos pude ler uma história interessante e quero compartilhar com vocês meus caríssimos amigos.

>> Conta a história que em uma tribo, existia uma índia muito linda, a ponto de causa inveja nas outras índias, que logo começaram a fazer pouco caso dela, dizendo que a mesma era feia, que não era tão linda como as pessoas diziam.

Está índia, acabou perdendo a auto estima a ponto de só andar de cabeça baixa, triste, sem vontade de viver. Um dia porém, a índia estava no rio brincando com a água quando viu o seu reflexo, no mesmo instante ela viu como era linda e sua auto estima voltou. A partir desde dia, toda vez que alguma índia dizia que ela era feia, ela corria no rio e olhava seu reflexo na água e sua auto estima logo era recarregada”.

Nós cristãos, também devemos ser como essa índia. A bíblia diz que Jesus é a água viva, então toda vez que alguém olhar pra você e falar que não és capaz de vencer, que sua vida não tem mais solução, volte para a ÁGUA VIDA e veja quem você realmente é, veja que você é um vencedor, que você é filho de Deus.

@_Evangelicos_

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto ( Isaías 55:6 ).

Um grande abraço do Carlinhosmg


Corrida contra o tempo no pré-sal




RIO - As encomendas da Petrobras para o pré-sal se transformaram em uma verdadeira corrida contra o tempo. Só para as encomendas das 33 sondas da Petrobras, serão necessários investimentos de ao menos R$ 9,2 bilhões.

Do total, cerca de R$ 6 bilhões virão de financiamentos via Fundo da Marinha Mercante — que ainda não foi liberado. Dos sete estaleiros que vão construir as sondas, quatro estão apenas iniciando as obras e dois estão em ampliações, necessárias para poder atender à estatal. O setor enfrenta ainda outro desafio: a falta de qualificação da mão de obra. Segundo o Sinaval, o sindicato do setor, até 2013 serão necessários mais 25 mil trabalhadores nos estaleiros. Hoje, são 59 mil.

A ameaça de atrasos dos estaleiros, uma cadeia de fornecedores ainda em expansão e a falta de mão de obra adequada aparecem como os principais gargalos para o pré-sal, alertam especialistas. O BNDES se mostra preocupado com o cenário, já que os estaleiros existentes não conseguem atender aos pedidos. A entrega das sondas — cada uma leva dois anos para ser construída — deveria começar em junho de 2015.

Cada sonda custa US$ 800 milhões

A Petrobras não assinou contrato com a Sete Brasil e a Ocean Rig para a construção das 26 sondas, cujo resultado da licitação saiu em fevereiro. A previsão é que os documentos sejam finalizados em abril. A Sete Brasil fará 21 sondas e a Ocean Rig, cinco. A Sete Brasil, empresa da qual a Petrobras é sócia, havia vencido licitação anterior para construir sete sondas. Pelo modelo, as duas empresas encomendarão as sondas aos estaleiros e as alugarão para a Petrobras por até 20 anos.

Sem assinar com a Petrobras, a Sete Brasil negocia com os estaleiros. Das 28 sondas, só nove estão contratadas, sendo que sete serão feitas pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco, com atraso em todas as obras. Já a Ocean Rig, diz uma fonte, pretende fazer as sondas em seu próprio estaleiro, o Eisa Alagoas, que será construído. A empresa avalia se transfere parte para o Mauá, no Rio. Cada sonda tem custo de US$ 800 milhões.

— Os atrasos de entrega dos navios no EAS são por problemas de formação de mão de obra. Mas os novos estaleiros ficarão prontos a tempo de atender às encomendas — explica Ariovaldo Rocha, presidente do Sinaval.

O presidente da Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (Abenav), Augusto Mendonça, alertou que um dos gargalos do setor é a falta de pessoal. Ele lembrou que há menos de dez anos eram 6 mil empregados:

— Em 2015 teremos de ter pelo menos 100 mil trabalhadores no setor.

Rodrigo Bacellar, superintendente da área de insumos básicos do BNDES, lembra que novos estaleiros são essenciais. Já foi mapeado o financiamento de R$ 33 bilhões para os próximos anos — R$ 15 bilhões para as sondas.

— Os atuais estaleiros não dão conta. É preciso aumentar a capacidade. Há ainda a curva de aprendizado, que é demorada. No Nordeste, não há cultura no setor — diz Bacellar, lembrando que a liberação de dinheiro para as sete sondas do EAS está em análise.

Mesmo que algum estaleiro não consiga construir as sondas a tempo, João Carlos Ferraz, presidente da Sete Brasil, diz que, como contratará seis estaleiros, há redução de risco:

— É pouco provável que todos os estaleiros apresentem problemas ao mesmo tempo. É reconhecido que o EAS enfrenta alguns problemas, mas as evidências que os sócios do estaleiro nos apresentaram nos permitem prever que o ritmo das obras será rapidamente retomado.

A Sete Brasil garante que entregará a primeira sonda à Petrobras até 15 de junho de 2015. Procurada, a estatal não se manifestou.

Além de tocar as obras, os estaleiros negociam a vinda de fornecedores, essencial para atender à política de conteúdo nacional, na faixa dos 60%. É o caso da OSX, de Eike Batista, que assinou com sete fornecedores sua instalação em São João da Barra, no Rio.

— Buscamos fornecedores que têm confiabilidade de entrega. Temos condições de pegar mais sondas. Muitos estão se candidatando sem parceiro tecnológico — avalia Luiz Eduardo Carneiro, presidente da OSX, cuja parceira é a Hyundai.

O Paraguaçu, na Bahia, de Odebrecht, OAS e UTC, deve escolher até o fim deste mês seu parceiro tecnológico. Há conversas com a japonesa Kawasaki e a sul-coreana DSME (Daewoo).

Preocupado com a cadeia de fornecedores, o governo corre. O BNDES quer virar sócio de companhias do segmento, mas não tem nada fechado. O banco pretende emprestar R$ 1,5 bilhão em 2012 para estimular as pequenas e médias empresas do setor. A Secretaria de Desenvolvimento do Estado do Rio quer anunciar em abril o polo de navipeças na Baía de Guanabara.

— Queremos criar um distrito moderno e consolidar o conteúdo fluminense dentro do projeto de conteúdo nacional. E tem que ficar perto do mar, pois há equipamentos, de até 16 metros de altura, que não podem ser transportados por terra — afirma Alexandre Gurgel, diretor da Companhia de Desenvolvimento Industrial.

Empresas do Rio fazem investimentos

Cristiano Prado, gerente de Competitividade Industrial do sistema Firjan, lembra que a cadeia produtiva do setor, com o pré-sal, vai movimentar US$ 400 bilhões até 2020:

-— É importante ter esse horizonte de produção para que as empresas se organizem. Muitos estaleiros do Rio podem ajudar os que farão as sondas, já que estão em ampliação e se modernizando. Barra do Furado, em Quissamã, receberá novos estaleiros e consumirá investimentos de R$ 1,2 bilhão.

Nos estaleiros do Rio, há muitos investimentos. Após melhorias feitas em suas instalações, o STX está na fase final da construção de um navio de apoio marítimo e outro de manuseio de âncoras. Cada um tem custo entre US$ 70 milhões e US$ 90 milhões.

Já o Aliança, em Niterói, está aumentando sua capacidade e inaugurou unidade em São Gonçalo de blocos para navios. A empresa planeja investir R$ 1,38 bilhão. O Inhaúma (Ishibras), arrendado pela Petrobras, voltou a funcionar e faz a adaptação do casco P-74, para o pré-sal.

Fonte: OGLOBO

Ritmo de construção da Refinaria Abreu e Lima volta a ser considerado adequado


O ritmo de construção da Refinaria Abreu e Lima, em Suape, voltou a ganhar o status de verde, isto é, adequado, no balanço de um ano da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), apresentado pelo governo federal na última quarta-feira. Segundo o documento, foram executados 50% do empreendimento e entregues 14 tanques da estação de tratamento de água em dezembro de 2011.

O balanço confirma o investimento previsto no projeto, R$ 26,5 milhões, e informa os desembolsos. De 2007-2010 foram desembolsados R$ 4,5 bilhões, montante que sobe para R$ 21,1 bilhões entre 2011 e 2014. Após esse período, a Petrobras prevê gastar, ainda, mais R$ 941 milhões. Quando pronta, a refinaria terá capacidade para processar 230 mil barris de petróleo/dia.

O documento também confirma a data de início da operação da refinaria para 30 de junho de 2013, embora a planta só seja concluída em 30 de junho de 2016. A refinaria de Pernambuco é a mais avançada, uma vez que a Premium I (MA) ainda está em fase de terraplenagem (38%) e a Premium II agora é que recebeu a licença prévia.
Já o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), iniciado mais ou menos na mesma época que a Abreu e Lima, está com 25% das obras realizadas.

Em novembro, no balanço anterior do PAC 2, a Refinaria Abreu e Lima preocupava o governo. O ritmo de andamento da obra passou do verde “adequado” para o amarelo “atenção”. Agora, o empreendimento recupera sua condição de “adequado”.
Refinaria volta a ganhar status verde no PAC. Imagem: Teresa Maia/DP/D.A.Press

domingo, 11 de março de 2012

Graça Foster dá prazo de 10 dias para solução em estaleiro de PE

Graça Foster: prioridade para produção nacional (Foto: AE)




Em recente encontro com dirigentes da Camargo Corrêa e da Queiroz Galvão, controladoras do Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, deu prazo de dez dias para ser apresentada uma solução que garanta as encomendas de 22 navios feita pela Transpetro.

Graça fez uma reunião curta. Constatou erros técnicos nos quatro navios em produção. Ficou insatisfeita por ouvir as mesmas desculpas do EAS.

Mesmo assim, a comandante da estatal ainda insiste em manter a nacionalidade na produção.

Até porque a transferência do EAS para a Samsung (sócio minoritário do estaleiro) é vista com reserva mesmo por integrantes antigos da diretoria da Petrobras, como Renato Duque.

O risco é um atraso ainda maior na entrega das encomendas da Petrobras, estimadas em R$ 7 bilhões, pois haveria necessidade de treinamento ou transferência de pessoal especializado da Samsung para o Brasil.

Seja qual for a solução, a expectativa no mercado é de que alguém nessa história toda vai amargar um belo prejuízo.

Fonte: Poder Econômico - ig


sábado, 10 de março de 2012

FIMA 2012 - Feira reúne principais empresas do setor de manutenção e automação industrial da América Latina



Promovida pela AGS3, a FIMA 2012 acontece entre os dias 15 e 18 de maio no Mendes Convetion Center, em Santos (SP).

A Petrobras vai investir, até 2015, US$ 224,7 bilhões (R$ 389 bilhões) em 668 projetos voltados para a cadeia de Petróleo e Gás. Só para atender as demandas da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos e a Refinaria Presidente Bernardes de Cubatão, por exemplo, a empresa já aplicou, desde o final de 2010, cerca de R$ 200 milhões em compras de bens e serviços. É neste ambiente positivo para o mercado que acontece na Baixada Santista, justamente o maior polo metalúrgico e petroquímico da América Latina, a FIMA Brasil - Feira Industrial de Manutenção e Automação.

O evento será realizado no Mendes Convention Center, em Santos, entre os dias 15 e 18 de maio, e é realizado pela AGS3, empresa que tem larga experiência em promover encontros do setor com repercussão internacional como é o caso da Santos Offshore. A feira é um espaço dedicado à indústria, proporcionando um ambiente voltado para os negócios e a capacitação técnica de empresas e profissionais, por meio da troca de experiências e conhecimentos.

A FIMA reunirá cerca de 80 empresas expositoras com destaque no mercado como a Polyseal, WWK, Tradefer, Afonso Materiais de Segurança, Eletrostar e Rebouças Consultoria Tributária. Além disso, haverá o Salão de Negócios, um espaço para reuniões pré-agendadas entre compradores e fornecedores realizada em parceria com o Sebrae-SP, o Networking para Automação e Manutenção, o Seminário Internacional de Manutenção e Automação e mincursos. A estimativa é de que aproximadamente dez mil profissionais com poder de decisão, técnicos ou ocupantes de cargos de gerência, participem dos três dias de evento.

Vantagem competitiva - "O pleno desenvolvimento do setor petrolífero da Bacia de Santos já demanda uma maior necessidade de automatização e manutenção. A automação é fundamental, pois sistematiza processos e incrementa a produtividade sem a necessidade de grandes investimentos. A manutenção, por sua vez, garante vida longa a maquinários, por exemplo. A Petrobras e as grandes empresas do setor de Petróleo e Gás procuram, principalmente, fornecedores que ofereçam vantagem competitiva com qualidade, custo atraente e uma logística eficiente", ressalta diretor da AGS3, Valter Semeghini.

A Bacia de Santos deve alcançar, em quatro anos, uma produção em torno de 2 milhões de barris por dia. Esse crescimento fará com que o parque industrial da região dobre sua capacidade em manutenção e automação industrial. De acordo com Valmir Semeghini, a única via para alcançar essa realidade é a automação industrial. "Por conta disso, eventos como este, com o foco nestas áreas, são cada vez mais importantes na Baixada Santista. O setor é responsável por uma média de 50% da mão de obra empregada no parque industrial diretamente ligado às áreas de automação e à manutenção", destaca.

"Em encontros como a FIMA fica mais fácil a penetração na Baixada Santista, uma região com mercado crescente, principalmente por aspectos como o pré-sal, a construção civil, construção de estaleiros entre outros", diz Enrico Milanese, responsável pelo Marketing da Tradfer. Karen Prado Braz, gerente de Marketing da Eletrostar concorda: "A expectativa é que gere muitos contatos e novos negócios".

Para Débora Marques Castro, coordenadora de Qualidade da Polyseal, o setor de automação e manutenção está em amplo crescimento no Brasil. "Na Baixada Santista este desenvolvimento ainda está em estágio inicial, por isso uma feira como essa é tão importante", destaca.

Eventos paralelos: Salão de Negócios -A FIMA 2012 traz já em sua primeira edição, em parceria com o Serviço Brasileiro às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP), o Salão de Negócios. Trata-se de um espaço para reuniões pré-agendadas entre compradores e fornecedores, que visa identificar oportunidades de negócios e parcerias. O Networking para Automação e Manutenção é outro ponto relevante do evento.

SIMA - Seminário Internacional de Manutenção e Automação -Serão três dias intensos de debates sobre os mais importantes e destacados assuntos da área. Entre os tópicos abordados estão aspectos como válvulas solenoides redundantes, inovações tecnológicas, medição e vazão, gerenciamentos de ativos, medição de pressão diferencial com selo remoto sem capilares, entre outros. Profissionais de renome, nacionais e internacionais, representando empresas igualmente qualificadas serão os palestrantes. Entre elas: Norgren, Incal, MTL, Emerson, JAT, Metrohm, Carbocloro, Yokogawa, Petrobras, RPBC, National Instruments, Westcon, Smar, Siemens e ABB.

Minicursos-Diferentemente das palestras, onde haverá uma média de três exposições por dia, neste módulo serão três temas diferentes, divididos em três dias de evento compostos por exposições mais detalhas que tratarão cases técnicos dados por empresas com exemplos inerentes aos processos de qualquer empresa. Os temas são os seguintes: "Noções de manutenção em transmissores de pressão, temperatura, vazão e nível", orientada pelo Professor Reginaldo Onofre; "Noções básicas para implementar uma rede Wireless Hart IEC62591", com o professor Ricardo Duran; "Válvulas de segurança - aplicações, detalhes construtivos, inspeção e instalação?, com o professor Artur Cardozo Mathias.

A AGS3 - Promoções e Eventos é uma empresa promotora de feiras, congressos, seminários e simpósios dedicados à área industrial. Atuante no mercado desde 2006, realizando eventos com desenvolvimento tecnológico, geração de negócios, reciclagem técnica de profissionais com responsabilidade ambiental e social, buscando sempre agregar resultados aos nossos clientes. Dentre seus principais cases está a já consagrada Santos OffShore.

A FIMA BRASIL - Feira Industrial de Manutenção e Automação acontece de 15 a 18 de maio de 2012, no Mendes Convention Center, em Santos/SP. Voltada à exposição de empresas que atuam na manutenção de setores industriais e nas soluções em automação de processos, a FIMA BRASIL diversifica o perfil dos eventos para este mercado, unindo duas importantes áreas do segmento.

FIMA 2012, de 15 a 18 de maio, no Mendes Convention Center,Santos - SP - Brasil [http://www.fimabrasil.com.br] Eventos simultâneos: SIMA: Seminário Internacional de Manutenção e Automação, de 16 a 18 de maio, no Mendes Convention Center , Santos - SP - Brasil [ http://www.fimabrasil.com.br/seminario.html ]Inscrições para o SIMA seerão abertas em breve. [ http://www.fimabrasil.com.br/].

Fonte: Revista fator

sexta-feira, 9 de março de 2012

Oportunidades de Trabalho (Bocas)

Olá caros amigos e quero informar que estou apenas repassando as informações e aproveito para desejar uma boa sorte aos interessados.


-----------

SUPERVISOR DA QUALIDADE – SALTO

Postado em 05/03/12
Indústria Metalúrgica Pesada
Seleciona candidatos para a vaga de SUPERVISOR DA QUALIDADE para Salto / SP.
Requisitos: Formação mínima em Técnico em Mecânica e Superior em Gestão da Qualidade;
Possuir cursos e registros de qualificação em Liquido Penetrante e/ou Soldagem.
Possuir Cursos de: Metrologia com Instrumentos de Medição; Metrologia com Interpretação de Desenhos; Leitura e Interpretação de Desenhos, Metrologia,
Experiência anterior em Indústria Metalurgicas
Inglês Intermediário
Residir na região de Salto Possuir veículo próprio
Benefícios: Convênio Médico e Refeição no local
Salário: R$ 4.500,00 a 5.000,00
Enviar currículos até 31/03/2012 aos cuidados de: JM Indústrias com a sigla: SUPERVISOR DA QUALIDADE no campo assunto para o e-mail: rh_jmindustrias@hotmail.com .

ELETRICISTA – OFFSHORE

Swift Worldwide Resources contrata para trabalhar em multinacional da área de petróleo:


ELETRICISTA – OFFSHORE

Oportunidade temporária – embarque imediato

Requisitos:

- Formação Técnica ou superior.
- Experiência em manutenção de equipamentos elétricos de sonda; manutenção preventiva; procedimentos de segurança.
- Inglês intermediário a avançado

CV's em inglês com pretensão salarial para: dferreira@swiftwwr.com

Coordenador de Operações – Macaé / Rio

Swift recruta para cliente da área de petróleo:

Coordenador de Operações – Macaé / Rio

Responsável por planejar e coordenar as operações de limpeza e gestão dos resíduos de tanques de embarcações que transportam lama e fluidos de perfuração.

Buscamos profissionais:
- Formação superior em: Química, Petróleo e Gás, Gestão Ambiental ou áreas afins;
- Experiência com controle de sólidos, lamas e fluidos de perfuração
- Experiência supervisionando equipes.
- Inglês avançado.

Interessados, favor enviar currículo atualizado e expectativa salarial para tmelo@swiftwwr.com .


Busco Engenheiro para Coordenador deComissionamento.Experiência:comissionamento de plataformas fixas ou obras de grande porte no mercado de petroleo. curriculos:helena.grossi@roberthalf.com.br


VAGA P/ INSPETORES QUALIDADE INCLUSIVE

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), de Mogi das Cruzes, vai realizar uma seleção para preencher 148 vagas na construção civil nesta quinta-feira (1º). São vários cargos como vigia, operadores de máquina, auxiliar de...

vagas diversas Constremac

A Constremac, empresa atuante no segmento de construção civil pesada com foco em obras maritimas está com diversas oportunidades em aberto.

*Engenheiro de Segurança do Trabalho
Com formação em Engenharia e especialização em Segurança do Trabalho
Disponibilidade para atuação no Rio de Janeiro ou Fortaleza
Necessário experiência mínima de 2 anos em construção civil pesada
Salário e beneficios a combinar

*Técnico de Segurança do Trabalho
Formação técnica em segurança do trabalho
Disponibilidade de atuação Rio de Janeiro ou Fortaleza
Experiência mínima de 3 anos em canteiro de obra de construção civil pesada
Salário e beneficios a combinar

*Técnico de qualidade
Formação técnica completa em áreas relacionadas
Disponibilidade para atuação em Fortaleza ou Rio de Janeiro
Experiência com campo e gestão em canteiro de obras pesa das
Salário e beneficios a combinar

*Auxiliar de Enfermagem
Formação em auxiliar de enfermagem
Disponibilidade para atuação no Rio de Janeiro
Experiência anterior em construção civil
Salário e beneficios a combinar

*Analista Ambiental
Com formação superior em áreas relacionadas
Disponibilidade para atuação no Rio de Janeiro e Itajai - SC
Experiência mínima de 3 anos em canteiro de obra civil pesada
Salário e beneficios a combinar

*Engenheiro de Qualidade
Com formação em Engenharia
Disponibilidade para atuação em Fortaleza
Experiência mínima de 3 anos em canteiro de obra civil pesada
Salário e beneficios a combinar

*Engenheiro de Planejamento
Com formação em Engenharia Civil
Atuação com planejamento e custos da sede
Disponibilidade para atuar em São Paulo (zona sul)
Experiência em obras e sede na á rea de planejamento
Salário e beneficios a combinar

Interessados deverão encaminhar o currículo para carolina.souza@constremac.com.br

Obrigada!

Analista de Qualidade

BRQ IT Services seleciona:
Analista de Qualidade
Experiência com auditorias de projetos e de fábrica
Sólida vivência com auditorias ISO 9001, CMMI ou MPSBR.
Experiência EPG e QA
Local de Trabalho: Centro / Rio de Janeiro
Interessados dentro do perfil devem encaminhar e-mail para rhrj@brq.com colocando no assunto QUALIDADE CMMI

70 VAGAS ENTRE RJ E MG

Vagas para MG


Smb Automotive Ltda

Técnico de Metrologista
MG-Vespaseano
http://is.gd/f0amC9


Engenheiro de Processos
MG-Vespaseano
http://is.gd/C0tkkW


Altran


Analista Técnico de testes e protótipos Automotivo
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/GkkItD

Engenheiro de tes tes e protótipos Automotivo
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/Vfz0uN


Vagas Confidenciais MG

Técnico de Protótipos (Chicotes Elétricos)
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/5IlOXg

Técnico de Suporte ao Produto (Product Support)
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/BUYH6U

Engenheiro de M anufatura SR
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/FQopG0

Engenheiro de Manufatura PL
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/xqYOmf

Engenheiro de Produto
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/FQKNd6

Analista de Logística Sr
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/9wfAmT

Analista de Logística Sr
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/9wfAmT

GERENTE ADMINISTRATIVO
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
R$ 6.001,00 até R$ 7.000,00
http://is.gd/HxKdmL

Comprador PL
MG-Extrema
http://is.gd/7YvnIl

Técnico de Protótipos (Chicotes Elétricos)
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/nvkbdf

Técnico de Suporte ao Produto (Product Support)
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/3uP6nf

Engenheiro de Manufatura SR
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/b6MS9C 
Engenheiro de Manufatura PL
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/WdVdAH

Engenheiro de Produto
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/DUu3DJ

Analista de Logística Sr
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/iD5zPe

ANALISTA DE PROCESSO Rool forming
MG-Belo Horizonte
http://is.gd/aJLKH9

Engenheiro Coordenador de Segurança do Trabalho
MG-Belo Horizonte
http://is.gd/MFDK3p

Eng. Segurança do Trabalho
MG-Betim e MG-São Joaquim de Bicas
http://is.gd/0uqjGt

Engenheiro de Segurança do Trabalho
MG-Belo Horizonte
R$ 7.001,00 até R$ 8.000,00
http://is.gd/SoIAeu

SUPERVISOR DE EXPEDIÇÃO
MG-Santa Rita do Sapucai
http://is.gd/6CTuXK


Vagas para RJ


MA Automotive Brasil Ltda

ANALISTA DE PROCESSO Rool forming
MG-Belo Horizonte, RJ-Rio de Janeiro, SC-Curitibanos, SC-Florianópolis e SP-São Paulo
http://is.gd/b9z65J



MAN Latin America


Analista de RH - Generalista
RJ-Resende
http://is.gd/1mVgHp

Analista de RH - Foco Remuneração
RJ-Resende
http://is.gd/BhjqNK




Vagas Confidenciais - RJ


Engenheiro de Processo
RJ-Resende
http://is.gd/wmihjE

ANALISTA DE PROCESSO
RJ-Resende
http://is.gd/i5zr7Y

C oordenador de Recursos Humanos
RJ-Resende
http://is.gd/gcwaK5

Analista de Planejamento Logístico
RJ-Resende
R$ 5.001,00 até R$ 6.000,00
http://is.gd/wJ3oM8

Analista/Engenheiro de Qualidade
RJ-Resende
R$ 5.001,00 até R$ 6.000,00
http://is.gd/xAd4OQ

SUPERVISOR DE MANUTENÇÃO - REFRIGERAÇÃO
RJ-Rio de Janeiro
R$ 3.001,00 até R$ 4.000,00
http://is.gd/y5R9JM

ANALISTA DE PCP
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/e4dTXV

Gerente de Projetos/Contratos
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/qZHYDS

COORDENADOR DE MANUTENÇÃO
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/PxGmi9

Engenheiro da Qualidade - FMEA
RJ-Resende
http://is.gd/9XMnTo

Supervisor de Processo
RJ-Resende
http://is.gd/fE91UO

Analista de Processo
RJ-Resende
http://is.gd/E9KKVe

ENGENHEIRO SENIOR
RJ-Barra da Tijuca
http://is.gd/37HepY

GERENTE COMERCIAL
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/0aBPXK

Acelere a sua carreira.
Cadastre agora o seu currículo em nosso site
www.rhautomotive.com.br
e tenha acesso as melhores vagas do setor Automotivo.
O maior banco de dados do Brasil dos profissionais do setor Automotivo.


JEFFERSON RICARDO
RH AUTOMOTIVE
JEFFERSON@RHAUTOMOTIVE.COM.BR
(11) 2384-1036


CNH + MULT. COREANA + MULT. JAPONESA + IND. BORRACHA + CONC. SUECA + 35 VAGAS!

Empresa de médio porte atuando na parte engenharia para grandes empresas abre uma nova vaga:

Engenheiro do Produto Junior
SP-São Bernardo do Campo, SP-São Caetano do Sul, SP-São Paulo e SP-Sorocaba
http://is.gd/NmTQMo


CNH - Case New Holland


Consultor de Serviços
MT-Cuiabá
http://is.gd/dDNXU2

Analista de Negócios de TI - Comercial
PR-Curitiba
http://is.gd/uKDUm6


Estagiário de Compras
PR-Curitiba
http://is.gd/Jipw02

Estagiário de Logística
PR-Curitiba
http://is.gd/nKGDN5



Multinacional Coreana fundada 1972 instalou-se no Brasil em 2010. Especializada em peças plásticas automotivas: laterais de portas, carpetes, painéis.


Supervisor de Produção
SP-Jundiaí, SP-Limeira, SP-Piracicaba e SP-São Paulo
R$ 9.001,00 até R$ 10.000,00
http://is.gd/an0dHH

Ferramenteiro
SP-Campinas, SP-Jundiaí, SP-Piracicaba e SP-São Paulo
http://is.gd/EqfIvR

Analista de Custos
SP-Campinas, SP-Jundiaí, SP-Piracicaba e SP-São Paulo
http://is.gd/SfW49z


Multinacional Japonesa fabricante de pneus automotivos localizada no Paraná.

Gerente de Engenharia
PR-Curitiba
http://is.gd/c7Hwtc

Gerente de Desenvolvimento de Produtos e Processos
PR-Curitiba
http://is.gd/BihFIr

Gerente de Segurança & Meio Ambiente
PR-Curitiba
http://is.gd/FGkSh0

Supervisor de Crédito
PR-Curitiba
http://is.gd/thDCIL

Assistente Administrativo
PR-Curitiba
http://is.gd/FVuqLh

Analista Financeiro Jr
PR-Curitiba
http://is.gd/AaEpUw


Grande Indústria de Borrachas atua como co-designer no desenvolvimento de novos produtos, criando projetos em conformidade com as especificações exigidas pelos seus clientes e conferindo originalidade às peças produzidas.

ANALISTA DA QUALIDADE DO FORNECEDOR (EQF)
SP-São Paulo
R$ 4.001,00 até R$ 5.000,00
http://is.gd/JT1B9S


Concessionária da Multinacional Sueca que atua desde 1927. Estando presente em Curitiba-PR e em outras cidades

Consultor técnico
PR-Curitiba
R$ 1.001,00 até R$ 2.000,00
Requisitos/Comentários sobre a vaga:
http://is.gd/WFb7Q6


Vagas Diversas


Analista de Cargos e Salários
SP-Santo Amaro, SP-São Paulo e SP-Taboão da Serra
R$ 3.001,00 até R$ 4.000,00
http://is.gd/2JU2Hh

Coordenadora de Treinamento
SP-Embu, SP-Embu Guaçu, SP-Itapecerica da Serra, SP -São Pa ulo e SP-Taboão da Serra
R$ 3.001,00 até R$ 4.000,00
http://is.gd/qhXNQo

Engenheiro de Processos
MG-Vespaseano
http://is.gd/C0tkkW

Analista Técnico de testes e protótipos Automotivo
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/GkkItD

Engenheiro de testes e protótipos Automotivo
MG-Belo Horizonte, MG-Betim e MG-Contagem
http://is.gd/Vfz0uN

ANALISTA DE PROCESSO Rool forming
MG-Belo Horizonte, RJ-Rio de Janeiro, SC-Curitibanos, SC-Florianópolis e SP-São Paulo
http://is.gd/b9z65J

Analista de RH - Generalista
RJ-Resende
http://is.gd/1mVgHp

Gerente de Engenharia
PR-Curitiba
http://is.gd/fgnyrU

ProjetistaPR-Curitiba
http://is.gd/3o0tXq

Sales Engineer
SP-São Paulo
http://is.gd/EOgOyz

ANALISTA DE PCP
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/9ch9TC

Engenheiro - Sumaré
SP-Sumaré
http://is.g d/TXQHv4

GERENTE ENG. DE PRODUTO
RS-Porto Alegre
http://is.gd/tfZMFg

Gerente de Projetos/Contratos
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/TDnUNx

COORDENADOR DE MANUTENÇÃO
RJ-Rio de Janeiro
http://is.gd/ARLnvO

TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO SÊNI OR
BA-Salvador
http://is.gd/GFVGIT

COORDENADOR FINANCEIRO DE CAMPO
SP-São Paulo
http://is.gd/QIBUqH




Acelere a sua carreira.
Cadastre agora o seu currículo em nosso site
www.rhautomotive.com.br
e tenha acesso as melhores vagas do setor Automotivo.
O maior banco de dados do Brasil dos profissionais do setor Automotivo.


JEFFERSON RICARDO
RH AUTOMOTIVE
JEFFERSON@RHAUTOMOTIVE.COM.BR
(11) 2384-1036

Site - www.rhautomotive.com.br
Facebook - http://www.facebook.com/RhAutomotiveNews
Twitter - www.twitter.com/rhautomotive
Linkedin - http://www.linkedin.com/groups?about=&gid=2169835&trk=anet_ug_grppro

DADOS DA EMPRESA Nome: Tenda Email Contato: Clique Aqui WebSite para Contato:http://www.tenda.com.br Local de Trabalho: Belo Horizonte Estado: Minas Gerais (MG) DADOS DA VAGA Cargo ou Função: Coordenador de obras sênior Tipo...

Técnico em Segurança do Trabalho

Técnico de Segurança do Trabalho Junior com inglês avançado ou fluente e experiência offshore.
R$ 8.796,98 Bruto
AM, AO e VA 270 mensais
Escala 14 x14

Enviar curriculo para: vagasoilgas@proworkers.com.br

Está chovendo vagas na Dolphin Drilling Vagas disponiíveis

Está chovendo vagas na Dolphin Drilling
Vagas disponiíveis:

2º OFICIAL DE NÁUTICA
PLATAFORMISTA
HOMEM DE ÁREA
TORRISTA
TÉC. ELETRÔNICA
TÉC. HIDRÁULICA
MECÂNICO
ASSISTENTE DE MECÂNICO
SOLDADOR
RADIO OPERATOR
ASSISTENTE DE SONDADOR
OPERADOR DE GUINDASTE

Currículos devem ser enviados à:
vacancies.brazil@dolphindrilling.no

Confiram a matéria: http://portalmaritimo.com/2012/10/03/esta-chovendo-vagas-na-dolphin-drilling/

Vagas para Fora do Brasil - Algumas SP e RJ

Vagas para Fora do Brasil - Algumas SP e RJ
LinkedIn strengthens and extends your existing network of trusted contacts. LinkedIn is a networking tool that helps you discover inside connections to recommended job candidates, industry experts and business partners.


Projecon Projetos e Construções • PROJECON CONTRATA COORDENADOR DE OBRAS

PROJECON PROJETOS E CONSTRUÇÕES LTDA
Cargo: Coordenador de Obras
Local: Belo Horizonte

RESUMO DAS ATIVIDADES:
- Desenvolver o plano estratégico da obra e gerenciar toda a equipe de produção. Elaborar o planejamento físico e financeiro da obra e cronograma da obra, fechamento de medições e elaboração de relatórios.
FORMAÇÃO: Ensino Superior completo em Engenharia Civil ou Eng enharia Civil de Produção:

Experiência em controle e orçamento de obras civil, 6 anos de vivência com obras de edificações.

Contato: Priscila: priscilla.costa@projeconconstrucoes.com.br
31-8471-7833
www.projeconconstrucoes.com.br 

JACAREPAGUÁ - RJ ELETROTÉCNICO

- 5 VAGAS
- 2 vagas plantão diurno:12 x 36
- 1 vaga horário comercial:8: às 17:48 min
- 2 vagas plantão noturno:12 x 36
- Salário: R$1352,00
- Benefícios:VT,VR, e Assistência médica,Ajuda para cursos ou Faculdade após 6 meses,Exc Card Farmácia.
- Horário: Segunda a Sexta de 08:00 hs ás 17:48 min
- Atribuições: Planejar serviços de manutenção e instalação eletroeletrônica e realizar manutenções preventivas, preditivas e corretivas; Megar motores elétricos; Atuar na correção da infra estrutura de tubulação elétrica; Elaborar documentação técnica e trabalhar em conformidade com normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental; Instalar o sistema elétrico de motores, máquinas e equipamentos de ar condicionado; Verificar correção do fator potência.
- Pré-requisitos: Ensino Médio Técnico, experiência comprovada em carteira e NR10.
Os interessados deverão enviar CURRÍCULO NO CORPO DO E-MAILpara:r.etica@yahoo.com.br
NÃO ACEITAMOS ANEXOS

URGENTE - Grupo Selpe seleciona para empresa do segmento siderúrgico em Ouro Branco

TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO;
TÉCNICO EM ELÉTRICA;
TÉCNICO EM ELETRÔNICA;
TÉCNICO ELETROMECÂNICA;
TÉCNICO MECÂNICO;
TÉCNICO EM MECATRÔNICA;
TÉCNICO EM MINERAÇÃO;
SOLDADOR.

*200 VAGAS
*Requisitos: Necessário curso Técnico concluído e disponibilidade para trabalhar na cidade de Ouro Branco/MG.


INTERESSADOS DEVERÃO PARA michelle.ingrid@gruposelpe.com.br

INSPETOR DA QUALIDADE – SALTO

Postado em 02/03/12
Indústria Metalurgica Pesada
Seleciona candidatos para a vaga de INSPETOR DA QUALIDADE para Salto / SP.
Requisitos: Formação mínima em Técnico em Mecânica
Possuir cursos e registros de qualificação em Liquido Penetrante e/ou Soldagem.
Possuir Cursos de: Metrologia com Instrumentos de Medição; Metrologia com Interpretação de Desenhos; Leitura e Interpretação de Desenhos, Metrologia,
Experiência anterior em Indústria Metalurgicas
Residir na região de Salto Possuir veículo próprio
Benefícios: Convênio Médico e Refeição no local
Salário: R$ 3.500,00 a 4.000,00
Enviar currículos até 31/03/2012 aos cuidados de: JM Industrias com a sigla: INSPETOR DA QUALIDADE no campo assunto para o e-mail: rh_jmindustrias@hotmail.com .
Observações:

VAGAS
Engenheiro em Segurança do Trabalho (Coordenador)
Experiência em gerenciamento de SSMA em obras de construção civil. Irá coordenar e participar das atividades da equipe de segurança do trabalho. Acompanhar atividades de campo e realizar o planejamento de trabalhos e atividades de risco. Disponibilidade de mudança. Especialização em Engenharia em Segurança do Trabalho.
Local: Parauapebas/PA e Belo Horizonte/MG

Engenheiro em Segurança do Trabalho (Argentina)
Larga experiência em gerenciamento de obras civis de grande porte e implantação do Sistema de Gestão. Imprescindível espanhol fluente. Disponibilidade para mudança e viagens. Trabalhará por, no mínimo, 3 meses na Argentina. Disponibilidade de início imediata. Deve residir em Belo Horizonte ou região.

Interessados devem encaminhar CV atualizado com pretensão salarial para:cv@apsbr.com.br, colocando no assunto a vaga e local de interesse e que viu o anúncio pelo LinkedIn


Vagas para TÉCNICO ORÇAMENTISTA na ORTENG SPE em Contagem/MG.

Experiência na elaboração de orçamentos de montagens eletromecânicas industriais e de Subestações de alta tensão compreendendo: Entendimento e interpretação de documentos técnicos e editais, conhecimento dos procedimentos licitatórios e dos padrões de propostas de empresas públicas e privadas (Petrobras, Vale, CSN, etc), elaboração de propostas técnicas e comerciais dentro do padrão de exigência de clientes tais como Petrobras e Vale, conhecimento dos materiais e de seus fornecedores para cotação, boa técnica de negociação com fornecedores, destreza em AutoCAD, Excel e Word, conhecimento da linguagem e terminologia técnica e comercial utilizada na área Comercial / Orçamento.

Interessados encaminhar email com curriculum parasamuel.ferreira@orteng.com.br

Vagas Abertas. E-mail para contato: sbento@alphaville.com.br

Gente, estamos com mais vagas em aberto. 1 - Gerente Geral de Obra (Engenheiro Civil), experiência em gerenciamento de várias obras simultâneas, de grande porte. Perfil voltado para infraestrutura urbana, construção pesada, disponibilidade para viagens; 2 - Coordenador de Obra (Engenheiro Civil), experiência em infraestrutura urbana. Se você tem esse perfil ou conheça alguém para indicar, por favor, encaminhe o currículo para o e-mail:sbento@alphaville.com.br Obrigada!


URGENTE - OPORTUNIDADE - Engenharia Naval/Mecanica/Civil - Análise Estrutural / Hidrodinâmica / Ancoragem - ChapmanBlack Oil & Gas

Líder Global no Mercado de Ancoragem e Mooring em busca de Engenheiros com 3+ anos de experiência em análise estrutural, hidrodinâmica ou ancoragem para oportunidades no Rio de Janeiro. Desejável conhecimento em softwares do ramo como Orcaflex, Ariane, Mimosa, Romeo, Acqua, GMOOR, etc.
Interessado? Envie seu currículo agora para sprior@chapmanblack.com

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA