quarta-feira, 14 de março de 2012

É necessário acordar!!!



Dr. Cleiton Peixoto Primo*

Desde a implantação do Polo Naval em Rio Grande tenho acompanhado atentamente o desenvolvimento de nossa querida cidade. Embora esteja residindo em outro estado da federação (Santa Catarina) há cerca de 15 anos, diariamente, acordo pensando o que fazer para contribuir com este desenvolvimento que “não é sonho é, sim, uma realidade“. A leitura que faço sobre nossa cidade é a seguinte: a cidade Macaé/RJ, em função do seu desenvolvimento petrolífero e naval transformou-se em um verdadeiro polo hoteleiro e naval formado pelas maiores bandeiras hoteleiras. Ao chegar em Macaé, percebe-se nitidamente que a população nativa mudou-se para cerca de 45 km de distância ou seja para a cidade de Rio das Ostras.
A população atual transformou-se em técnicos e peões. Dentro de no máximo cinco anos, Rio Grande será transformado exatamente como Macaé. Por esta razão “é necessário” urgentemente que os empresários rio-grandinos acordem para esta realidade que não é sonho. É necessária maior velocidade nas ações a serem realizadas. É necessário que as autoridades municipal, estadual e federal formem um grande pacto com a finalidade de apoiar a chegada de toda a cadeia produtiva do Polo Naval. Deixem de pensar na política e passem a pensar no povo rio-grandino e na cidade do Rio Grande.
Cem ou duzentos milhões de reais para obras de infraestrutura (habitação, saneamento, educação, saúde e outros) não são nada para tudo isto que está ocorrendo. Precisamos de bilhão para cima.
Os investimentos no Polo Naval são de bilhões e é  necessário investir urgentemente na mobilidade urbana sob pena de brevemente termos um colapso. É necessário centenas de novos projetos afins de que a cidade do Rio Grande bem como a população rio-grandina e os novos moradores possam usufruir de uma melhor qualidade de vida.
Também é necessário incrementar o turismo em nossa região através do Oceanário Brasil da Furg. Este grandioso empreendimento trará a Rio Grande e à praia do Cassino, em cinco anos, após a sua edificação, cerca de 1 milhão de turistas, ou seja cerca de 200 mil turistas por ano.
É preciso que todos os envolvidos neste progresso se reeduquem qualificando melhor suas empresas e seu quadro funcional para que todos possam participar ativamente deste desenvolvimento que, repito, não é sonho é realidade. Tudo isto que está acontecendo é para que todos nos possamos usufruir, é para nossos netos, bisnetos e tataranetos.
Se a população do Rio Grande não despertar. Lamento muito informar que a cidade irá perder muito, mas muito mesmo.
Precisamos urgentemente mudar, mudar na política atual, mudar a forma de atuação dos empresários rio-grandinos, tendo como lema mais velocidade, mais dinâmica nas ações que se fazem necessárias para que haja um desenvolvimento organizado e sustentável. Trazendo como consequência uma vida digna com qualidade a todos os rio-grandinos e a todos aqueles que estão chegando.
É necessário pensar e colocar em prática com velocidade ações e projetos que levantem a alta estima deste povo rio-grandino que há cerca de 03 décadas aproximadamente vem sofrendo pela estagnação ocorrida.
A empresa Engevix, da qual a ecovix faz parte, e qual conheço com profundidade, é a maior empresa brasileira na área de projetos e gerenciamento de grandes obras públicas e privadas. Mais de 2000 funcionários, entre engenheiros, arquitetos, economistas e administradores de alto nível fazem parte de seu organograma funcional gerenciando e projetando as maiores obras de engenharia no Brasil e na América Latina. Há cerca de 45 anos atua fortemente nesta área é uma empresa catarinense com filiais em diversos estados da federação. Trata-se de uma empresa séria competente e cumpridora de suas obrigações perante aos seus clientes privados e públicos.
Na área de responsabilidade social, o grupo Engevix fundou através de seus três sócios fundadores, o instituto Engevix onde ali mais de 2 mil crianças são educadas e mantidas pelo Instituto e seus sócios com suas respectivas esposas fazem questão de administrar.
O povo rio-grandino tem a obrigação e o dever de acolher esta grandiosa empresa que veio para Rio Grande para ficar. E esta obrigação bem como o dever deve ser incrementado com muita velocidade através de dinamismo, competência e honestidade. Empresários rio-grandinos, organizem-se, reeduquem-se e sejam rápidos, caso contrário lamento informar que nossa cidade e nossos empresários perderão muito, mas muito mesmo.

*Advogado e consultor especialista em direito tributário e empresarial

Fonte: Jornal Agora (Artigo)

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA