segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Adivinha onde é???

Você sabe que lugar é esse? 
Se gostar, procure visitar...

 

Guardado por Leões e Sentinelas...

  

Protegido por torres e muralhas...


Um lago suspenso no teto do castelo


Protegido por  cavaleiros Medievais


Obras de arte espalhadas por todo jardim


A maior coleção de armas brancas do mundo


Obras de arte de tirar o folego 

como esta escultura feita 

em único bloco de mármore.


Espadas que pertenceram a príncipes e sultões árabes


A grandiosidade e a quantidade 

de peças raras espanta.


Será algum castelo da Europa? 

A casa de algum politico? 

Não!!!


Museu de Paris? 

A residência de algum Bispo da Universal? 

Não!

Um palacete Romano?
Um ganhador da Mega sena?
Não!!!

Museu de cera de Londres? 

Não!

 

Não será necessário ir tão longe 

para ver isso e muito mais.
Ricardo Brennand trouxe tudo
para bem perto de nós.
Aqui no Brasil!



Quando você vier à Recife-PE, 
visite o maior Museu Particular do Brasil 

e suas obras únicas. 
  
A maior coleção de armas brancas do mundo. 
  



O Instituto Ricardo Brennand (IRB) é uma instituição cultural
brasileira localizada na cidade de Recife, no bairro da Várzea. 
É uma organização privada sem fins lucrativos, fundada em 2002 pelo colecionador e empresário pernambucano Ricardo Brennand. 
O instituto está sediado em um complexo arquitetônico em estilo medieval, composto por trés prédios: 
Museu Castelo São João
, Pinacoteca e Galeria, circundados por um vasto parque.[1][2] 
Possui uma coleção permanente de objetos histórico-artísticos de diversas procedências, abrangendo o período que vai da Baixa Idade Média ao século XXI[3], com forte ênfase na documentação histórica e iconográfica relacionada ao período colonial e ao Brasil Holandês, incluindo a maior coleção do mundo de pinturas de Frans Post, com quinze obras.[4] 
O instituto também abriga um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, com mais de 3.000 peças, a maior parte proveniente da Europa e da Ásia, produzidas entre os séculos XIV eXXI.[1][5] A biblioteca do instituto possui mais de 62 mil volumes, datados do século XVI em diante, destacando-se as coleções de brasiliana e obras raras.[6] 
O instituto foi fundado por Ricardo Brennand, empresário e colecionador pernambucano de ascendência inglesa, nascido em Cabo de Santo Agostinho em 1927. Brennand obteve destaque na indústria canavieira da região Nordeste, atuando também nos segmentos de produção de cimento, azulejo, vidro, porcelana e aço. Na década de 1940, começou a colecionar armaria, sobretudo armas brancas, consolidando nas décadas seguintes o que viria a ser um dos maiores acervos privados dessa tipologia no mundo.[1] 
Na década de 1990, Brennand decidiu investir o capital resultante da venda de parte de suas fábricas na criação de uma fundação cultural voltada à preservação e exposição de seu acervo.[1]Ainda antes da inauguração do instituto, começou a adquirir obras de arte e objetos relacionados à história do Brasil, sobretudo aos anos de ocupação holandesa da região Nordeste. Em poucos anos, Brennand amealhou um vasto conjunto de pinturas de Frans Post, além de paisagens e retratos seiscentistas, mapas, tapeçarias, moedas, documentos, livros raros e outros objetos referentes a essa temática.[7] 



 

 

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA