quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Wärtsilä conclui testes de plena carga em motogerador da P-63

A Wärtsilä concluiu os testes de plena carga nos motores bicombustíveis 50DF que alimentarão a plataforma P-63, da Petrobras. Construída para operar no campo Papa Terra, essa será a primeira plataforma FPSO a utilizar motores a gás para produzir energia superior a 100 MW.

 

Além do gás natural, os motores desse tipo também podem funcionar com óleo cru tratado ou óleo diesel marinho, o que permite uma notável redução dos custos operacionais.

 

Para Magnus Miemois, vice-presidente da Wärtsilä Ship Power, a flexibilidade dos motores bicombustíveis garante mais do que economia, a redução de impactos ambientais: “o uso deste eficiente motor operando com gás é capaz de reduzir as emissões de CO2 em até 93 mil toneladas por ano”, explica.

 

O projeto contratado pelo grupo brasileiro QUIP prevê o fornecimento de três módulos geradores, cada um composto por dois motores Wärtsilä 50DF de 18 cilindros com configuração em V, além de alternadores e todo o equipamento auxiliar necessário, assim como os serviços de comissionamento, partida e supervisão operacional. Os testes foram realizados no estaleiro Cosco em Dalian, na China.

  

Projeto Papa Terra

 

Situado a 110 quilômetros da costa brasileira, em lâmina d’água de aproximadamente 1.190 metros, Papa-Terra é um projeto de desenvolvimento subsea de óleo pesado localizado no Bloco BC-20. O campo contará com a primeira plataforma do tipo TLWP (Tension-Leg Wellhead Platform) a ser utilizada no Brasil, que será conectado a uma Unidade Flutuante de Produção, Estocagem e Transferência (FPSO).

 

A decisão de adotar uma plataforma do tipo TLWP se deve à presença na região de um óleo muito viscoso e da baixa temperatura. A TLWP ajudará a instalar e manter as bombas elétricas submersíveis de alta potência necessárias para produzir o óleo, além de contribuir para manter o óleo na temperatura desejada.

 

A capacidade diária planejada do campo é de até 140 mil barris de óleo cru provenientes de 20 poços, sendo 13 do TLWP e 7 do FPSO.

 

A Petrobras é operadora do campo, como 62,5%, tendo como sócia a Chevron, com 37,5%.



Fonte: TN Petróleo

 

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA