segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Rio cresce como pólo tecnológico para óleo e gás

O Rio de Janeiro está se tornando um dos maiores polos globais de tecnologia no setor de óleo e gás. A lista de empresas do ramo, de petroleiras a prestadores de serviços e fabricantes de equipamentos do setor que terão centros de pesquisa no Parque Tecnológico da Ilha do Fundão (RJ) inclui multinacionais como GE, TenarisConfab, Siemens, Halliburton, BG Group, Schlumberger, entre outras.

Essas empresas têm como vizinhos o Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) e a Coppe - Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), estimulando parcerias entre a estatal, fornecedores de bens e serviços e a comunidade acadêmica.

A GE, por exemplo, vai inaugurar seu Centro de Pesquisas Global no Parque Tecnológico da Ilha do Fundão (RJ) em 2013. Está investindo R$ 500 milhões na área de P&D no Brasil, incluindo US$ 20 milhões para um laboratório dedicado ao setor de petróleo. Desde o ano passado a GE, por meio de um acordo com a UFRJ utiliza espaços físicos na Ilha do Fundão para tocar seus projetos de inovação enquanto o centro não fica pronto.

De acordo com o líder do Centro de Pesquisas Global da GE no Brasil, Ken Herd, já há mais de 50 profissionais atuando em três frentes de pesquisa: biocombustíveis, sistemas inteligentes e integração de sistemas. Uma nova frente atenderá a área de "subsea" - exploração e produção de petróleo no mar, nesse segmento, o foco é o pré-sal.

Outra multinacional marcando presença no Fundão é a Siemens, que está investindo US$ 50 milhões na instalação de um dos mais avançados centros globais de P&D voltados para o setor de óleo e gás. A previsão é iniciar operações em 2013.

O diretor da divisão de óleo e gás da Siemens no Brasil, Welter Benício, observa que as principais linhas de pesquisa serão engenharia submarina associada aos equipamentos da empresa - transformadores, disjuntores, drives e conectores - e redes elétricas submarinas, compressão submarina, eficiência energética e sistemas de tratamento de água. "Todos os nossos desenvolvimentos possuem aplicação ampla, não se restringindo aos campos do pré-sal", diz Benício.

Já o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da TenarisConfab no Brasil - mais um a escolher o Fundão como base - está previsto para ser inaugurado em setembro do ano que vem. O investimento chega a US$ 38, 8 milhões e lá, as pesquisas estarão voltadas para desenvolvimento de produtos e de tecnologias para óleo e gás, como tubos para revestimento de poços, além de outros mercados como o automotivo, nuclear, de mineração. O principal cliente da empresa é a Petrobras, o que justifica instalar o centro próximo ao Cenpes e à Coppe. Com ambos, a TenarisConfab já fechou acordos de cooperação.

Fonte: Valor Econômico

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA