quinta-feira, 5 de novembro de 2009

O horizonte é em alto-mar


Federal de Rio Grande cria novos cursos de graduação para atender à demanda do polo naval

Há dez anos, Djori Lopes Lucena fazia churrascos onde hoje está encravado o maior dique seco da América Latina, berço da plataforma P-55, em Rio Grande.

– Ali era só mato. Não tinha nada – recorda o rapaz de 28 anos, fardado com o macacão laranja de uso exclusivo dos funcionários da Petrobras.

De churrasqueiro adolescente, Lopes tornou-se técnico de máquinas da petroleira. É um exemplo das oportunidades que o polo naval está trazendo para o sul do Estado.

Com os R$ 13 bilhões que serão investidos até 2015, a previsão é criar mais de 5 mil empregos diretos. Parte da demanda, a Universidade Federal do Rio Grande (Furg) pretende atender com duas novas graduações: Engenharia Civil Costeira e Portuária e Engenharia Mecânica Naval. As primeiras turmas dos cursos serão definidas no vestibular, a ser realizado nos dias 13 e 14 de dezembro. São 25 vagas e cinco anos de estudos em cada especialidade (leia mais na página 2).

A Engenharia Civil Costeira e Portuária dará a formação básica do engenheiro civil, com ênfase na construção de diques, molhes e píeres, por exemplo. Já a Engenharia Mecânica Naval trabalhará com a confecção de pequenas e grandes embarcações, plataformas e maquinários de portos e estaleiros.

Lucena saúda a abertura dos cursos. Técnico em eletromecânica e aluno da Furg, ele está no último semestre de Engenharia Mecânica Empresarial. Para conseguir o emprego na Petrobras, além de passar no concurso da petroleira, precisou realizar treinamento no Rio a fim aprender sobre construção naval.

Seus colegas na P-55, e egressos da Furg, Jaderson Tyska e Cristian Coelho enfrentaram a mesma situação. Tyska, 29 anos, é formado em Engenharia Química e pós-graduado em segurança do trabalho, área em que atua na Petrobras. Coelho, 25 anos, estudou Engenharia Mecânica e participa da construção dos módulos da plataforma.

– É padrão na Petrobras os novos funcionários realizarem cursos e treinamentos. Para quem vem de graduações voltadas ao ramo naval, o processo fica mais fácil e aumenta a possibilidade de estágios na área – acredita.



http://zerohora.clicrbs.com.br/rbs/image/7248742.jpg


Fonte: Jornal Zero Hora

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA