segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

FIFA 12 inova mais uma vez e agrada aos fãs do gênero

Nome: FIFA 12 
Gênero: Esporte
Distribuidora: Eletronic Arts
Plataformas: PS3, PS2, PSP, Wii, PC, Nintendo 3DS e Xbox 360

 

FIFA 12 (Foto: Divulgação)

 

O jogo de futebol mais vendido do mundo volta inovando sem perder a sua fórmula de sucesso. FIFA 12 apresenta um novo sistema de colisão e uma nova mecânica para a defesa, além de novidade no modo online. Confira. 

 

Mantendo-se no topo 

Enquanto PES reinou absoluto na geração passada de consoles, FIFA voltou a ser referência no que se diz respeito a um game de futebol. Embora, no Brasil, o jogo ainda esteja atrás de seu rival em popularidade e vendas, ao redor do mundo o game amplia seus seguidores a cada ano.  

Mas ao contrário da Konami, a política da EA Sports é: grandes inovações a cada ano. E para nossa sorte, essas inovações dão resultado e não comprometem em nada as suas versões. Por isso, vale a pena adquirir uma nova versão a cada ano, algo que não acontecia em versões mais antigas de FIFA e PES, pois nos deparávamos com mudanças nada perceptíveis, apenas atualizações de clubes e jogadores.

FIFA também adota uma política de “revolucionar” alguns elementos a cada versão. Se em FIFA 11 o título revolucionou ao permitir o controle manual dos goleiros, em FIFA 12 o que merece destaque é a nova mecânica de tomar a bola de seu adversário, que veremos ao longo do texto. Essa por sua vez era adotada desde os primeiros jogos do gênero, para consoles da geração 16 bits. 

 

FIFA 12 (Foto: Divulgação)

 

Vivendo como jogador e dirigente:

Um dos modos mais interessantes de FIFA 12 é o modo Carreira. Nele, você pode optar por ser um jogador, um dirigente ou as duas coisas. Embora a ultima opção seja a mais atraente, não é nada fácil seguir a sua carreira como jogador e ainda precisar administrar seu time.

A primeira dificuldade na sua dupla-função é ter que se adaptar a quantidade de opções nos menus. Na função de dirigente, cabe a você ter que ficar de olho no mercado e cuidar das transações dos atletas. Você também desempenha a função de treinador, necessitando buscar opções para seu time diante de uma lesão ou suspensão de um determinado jogador.

Já como atleta, a sua função é muito mais simples. Seu único objetivo é evoluir a ponto de ser convocado para a seleção de seu respectivo país, para isso deve-se evoluir seus atributos dentro de campo, mantendo a disciplina tática, como manter a sua posição e nunca optar pela individualidade. Por isso, para os jogadores que não tem tanta paciência, o modo Carreira Atleta, ainda é a melhor opção.

 

FIFA 12 (Foto: Divulgação)

 

A diversão é online:

O modo online de FIFA 12 continua sendo um dos grandes atrativos do jogo. Agora, além de poder enfrentar adversários aleatórios sem nenhuma forma de pontuação ou competição, você pode competir em divisões. Isso acontece de modo bem simples: o jogador terá alguns jogos para acumular uma certa quantidade de pontos. Essa pontuação vai fazer com que você suba, continue ou desça de categoria.

Esse modo foi chamado de Head to Head Seasons. Além de colocar o jogador para administrar os resultados, faz com que o nível dos jogadores fique semelhante, pois só vai enfrentar adversários da mesma categoria.

Apesar de futebol não ter um final, como o caso de jogos de ação, aventura, RPG e outros, o modo online permite que o jogador acabe com a monotonia de jogar sempre contra uma inteligência artificial, que mesmo sendo considerada boa, acaba se tornando fácil para os jogadores mais hardcores. 

 

FIFA 12 (Foto: Divulgação)

 

Outros modos de jogos:

Outra tradição da franquia é apresentar uma boa variedade de modos de jogo. A começar pelos tradicionais Torneios nacionais. Embora o nosso Brasileirão tenha o nome de Liga do Brasil, a grande maioria das competições nacionais contam seus nomes oficiais. E embora um jogo oficial da federação, a Copa do Mundo da FIFA não está presente no jogo, sendo necessário criar um torneio e optar por somente seleções. O modo pago Live Season também continua presente. Nele é possível jogar uma temporada completa com atualizações reais das ligas européias.

 

 

E se o modo Live Season continua sendo pago, o Ultimate Team, tornou-se gratuito nesta versão. Neste modo, que mistura futebol e jogos de card, você recebe cartas aleatórias, com jogadores, uniformes, e até mesmo cartas que aumentam atributos de jogadores. Com elas, você deve montar sua equipe e evoluir, conquistando assim pontos que podem ser trocados por mais decks de cards ou uma determinada carta com um alto valor. Em FIFA 12, existe uma maior integração do jogo com as modalidades online, mas sem a necessidade de comprar o modo via dlc.  

 

Presença de times nacionais em versão genérica:

Outra tradição de FIFA é trazer mais clubes e ligas oficiais em relação ao seu rival PES. Para nós brasileiros, contamos com todos os clubes da série A do Brasileirão 2011, mas nem todos em versões originais com nomes e uniformes tradicionais.

Esse é um problema mais complexo do que se imagina, e envolve uma negociação com a EA Sports e com cada clube. Entretanto, não fica difícil descobrir quais são esses times genéricos, como por exemplo, A.Florianópolis diz respeito ao time Avaí.

E em relação aos jogadores, ainda é possível notar um certo relaxamento ao que diz respeito aos atributos dos jogadores nacionais. Alguns jogadores de destaque no campeonato não possuem os atributos que deveriam ter, em outras palavras, muitos jogadores bons ainda ficam devendo em relação a outros craques que jogam em times de maior destaque, como os clubes europeus.  

 

 

Personalização variada:

Outro grande atrativo da franquia é em relação aos seus modos de personalização. Em relação aos jogadores, é possível optar por milhares de combinações que passam desde simples penteados, até características físicas. E se não bastasse, você pode optar por fazer o download de uma foto sua e importar seu rosto para FIFA 12.

E com os times, é possível mudar a escalação das seleções e colocar seu atleta preferido com a amarelinha. Você também pode realizar transferência de jogadores de forma manual, ou seja, o sonho de todo corintiano em levar Tevez para o timão pode se tornar realidade mais fácil do que você imagina.   

Mudanças em FIFA 12 

Visando ampliar o nível de realismo, FIFA 12 apresenta um novo sistema de colisões que simula o contato físico de forma similar ao que ocorre nos campos de verdade. Com isso, além do jogador que possui mais força física levar vantagem em relação ao adversário mais fraco, o sistema de ombros funciona como uma forma de “brecar” seu oponente.

Mas a mudança que mais repercutiu nessa versão foi a nova mecânica adotada para roubar a bola de seu adversário. Durante muitos anos, segurar um botão fazia com que o jogador sem a bola fosse para cima do adversário e tentasse roubá-la de forma automática. Em FIFA 12, isso não existe mais, necessitando do jogador utilizar um outro botão para tentar retirar a bola no momento exato, ou seja, se o tempo da bola não for preciso, você vai ficar para trás.

 

 

Visual melhorado timidamente:

Outra evolução nítida é em relação aos gráficos de FIFA 12. Os jogadores possuem mais detalhes e expressões faciais mais convincentes do que foi apresentado na versão anterior. Porém o jogo ainda sofre o mesmo que seu rival PES, jogadores menos conhecidos não possuem tanto destaque quanto os outros, por isso, não estranhe se aquele atleta do seu clube for muito diferente do jogador de verdade.

 

 

Os cenários também evoluíram bastante, com um destaque especial para os gramados que mudam de acordo com a localidade do estádio. O que ainda decepciona são alguns elementos externos, como a torcida de gêmeos e muito mal desenhada. As condições climáticas também poderiam ser mais trabalhadas, pois um dia chuvoso mais parece uma TV com interferência.  


Adversários burros;

Enquanto FIFA os surpreende e evolui elementos nos quais achávamos que não poderiam ter qualquer melhorias, o jogo continua decepcionando por não mudar aquilo que ainda não agrada.

A maior reclamação é em relação a inteligência artificial dos jogadores controlados pela máquina. Só a um meio de definir esses atletas virtuais: burros. Eles simplesmente não entendem a sua jogada, a menos que você “force” o chamado “um dois”, mesmo assim, muitas vezes ele desconhece uma linha de impedimento.

E se você acha que aumentar a dificuldade do jogo resolve todos os seus problemas, engano seu. A única diferença entre um jogo fácil e um difícil é o resultado das jogadas. Ou seja, enquanto no modo mais fácil o jogador adversário perde inacreditavelmente um gol cara a cara com o goleiro, no modo mais difícil, um cruzamento despretensioso cai exatamente na cabeça do atacante adversário, que por sua vez acerta de forma mágica o gol.

Para quem gosta de desafios, é um atrativo a mais, mas para quem prefere a naturalidade das coisas, FIFA 12 agrada muito quando jogado com amigos ou em um modo online.   

 

 

Os eternos bugs:

O que também causa muita revolta nos jogadores é o fato de FIFA 12 ainda carregar a maldição dos bugs. Eles ocorrem das mais variadas formas, seja de uma simples cabeçada com ombro, até corridas em que na bola fica para trás ou jogadores que caem por cima de outros de forma misteriosa.

Nem o novo sistema de colisão escapa dessa maldição. É comum depararmos com jogadores que caem como pedra apenas encostando em seus adversários, ou então jogadores que perdem o equilíbrio sem que o rival chegue perto.

Mesmo com atualizações já disponíveis pela EA, FIFA 12 ainda carrega muito e muitos bugs. Os jogadores mais antigos já se acostumaram com eles, entretanto os novatos se sentiram bem incomodados com isso. E para os fãs de PES, um motivo a mais para criticar o jogo rival.   

 

 

Conclusão:

FIFA 12 continua sendo o melhor game de futebol. O novo sistema de colisão agrada, e a nova mecânica adotada para tirar a bola do adversário promete revolucionar futuros jogos do gênero. Os modos online tiveram mais integração, principalmente com as redes sociais, e mostram-se mais constantes em relação a queda de conexão. O que ainda desagrada é o fato dos adversários virtuais serem bem burros e os eternos bugs que tornam-se o maior argumento de defesa dos fãs de PES.  

 

Fonte: Diego Borges do TechTudo

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA