quarta-feira, 14 de abril de 2010

Porto de Rio Grande é multado em R$ 1,5 milhão por armazenagem de produto tóxico

 Porto é multado em R$ 1,5 milhão por armazenagem de produto 
tóxico<br /><b>Crédito: </b> Ibama / Divulgação
Porto é multado em R$ 1,5 milhão por armazenagem de produto tóxico
Crédito: Ibama / Divulgação


Substância estava guardada a menos de 20 metros da água do mar
O Escritório Regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autuou a Superintendência do Porto de Rio Grande (Suprg), na tarde desta terça-feira, por manter tonéis com o produto químico Ascarel (bifenila policlorada), que é altamente tóxico, no armazém 5 do Porto Novo.
Conforme informações do chefe do Escritório do Ibama, Luiz Louzada, a Suprg foi multada em R$ 1,5 milhão e tem prazo de 30 dias para providenciar destinação final adequada para o produto e o material contaminado (transformadores) encontrados no armazém. O produto e o material contaminado juntos somam 20 toneladas.
A existência dos tonéis com Ascarel foi detectada pela equipe do instituto durante vistoria de rotina realizada no Porto Novo para averiguar o cumprimento de condicionantes relativas à licença ambiental do porto. Luiz Louzada explicou que o Ascarel é uma substância cuja fabricação está proibida no Brasil desde 1981. Era usado como isolante em equipamentos elétricos.
“Esse produto não pode ficar armazenado em local inadequado e o armazém 5 fica a 20 metros da água. Tem que ser encaminhado a uma empresa licenciada para tratá-lo, torná-lo inerte”, destacou. A Superintendência do Porto tem 20 dias para fazer sua defesa ou pagar a multa com 30% de desconto, como determina a legislação.
Luiz Louzada relata que este óleo encontra-se na lista dos poluentes orgânicos persistentes do Protocolo de Estocolmo. “O Ascarel é um óleo resultante da mistura de hidrocarbonetos, derivados de petróleo. É altamente nocivo a organismos vivos, sendo considerado cancerígeno e causador de danos irreversíveis ao sistema nervoso central. Este óleo, sendo líquido, pode contaminar facilmente corpos hídricos superficiais e subterrâneos”, explicou.
Na mesma ação de fiscalização, o Porto de Rio Grande foi multado por descumprir, desde 2006, diversas condicionantes da licença de operação emitida pelo Ibama. “Foi estabelecido prazo de 60 dias para o atendimento destas condicionantes, sob pena de multa diária de R$ 10 mil”, disse Louzada.

Fonte: Carmen Ziebell / Correio do Povo

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA