quinta-feira, 6 de maio de 2010

Pedra na vesícula: Por que isso acontece?

vamos falar de uma doença bastante comum entre homens e mulheres, mas que nas mulheres têm uma incidência duas vezes maior: a colelitíase, mais conhecida como pedra na vesícula. Sei que muita gente já ouviu falar, até conhece pessoas que já fizeram a cirurgia, mas com certeza fica com aquela pergunta na cabeça: por que raios aparecem pedras na vesícula!?


Primeiramente vamos fazer uma explicação breve. A vesícula biliar é um órgão localizado por trás do fígado que funciona como reservatório de uma substância chamada bile. Ela serve para a absorção das gorduras da nossa alimentação e é liberada dentro do intestino após as refeições.

Agora vamos responder a pergunta do título. A maioria dos cálculos ou pedras é formada por colesterol (80% deles). Embora existam cálculos puros, a maioria é mista, sendo 70% compostos de colesterol. Eles se formam quando há um excesso dessa substância ou quando os componentes que são responsáveis pela solubilização da bile ficam reduzidos. Sabe quando você coloca muito açúcar no café e chega um momento que ele não mais se dissolve, só fica lá no fundo? É exatamente isso que acontece!

Antes, cálculo biliar era considerado doença de obeso e de pessoas com mais de 40 anos, hoje também encontramos em jovens e os fatores de risco se expandiram. Então, quais são os fatores de risco para desenvolver estes cálculos? Vejamos:

•Obesidade: pessoas obesas secretam mais colesterol, é o açúcar do exemplo acima, a probabilidade de formar cálculo é 3x maior;

•Emagrecimento muito rápido: isso aumenta a concentração co cálcio na vesícula, que pode precipitar cálculos;

•Genética: parentes de pessoas que já desenvolveram a doença tem 2 a 4 vezes mais chance de apresentar cálculos;

•Idade: quanto maior a idade, maior a chance

•Dieta: alimentação pobre em fibras e açúcar refinado aumentam as chances;

•Hormônios: os principais hormônios femininos, estrogênio e progesterona parecem predispor aos cálculos. Essa afirmativa vem do fato de ser bastante prevalente em mulheres em idade fértil e nas que usam anticoncepcionais;

•Diabetes

•Anemia hemolítica: o principal exemplo é a anemia falciforme

•Cirrose: estes pacientes têm o triplo de chance de desenvolver cálculos

Vamos então saber o que a presença destas pedrinhas dentro da vesícula pode causar. Imaginem que após as refeições a vesícula precisa se contrair para colocar para fora a bile necessária para a digestão. Porém, a presença de cálculos pode obstruir essa saída e durante esta contração, a resistência imposta a esta saída, com a distensão da vesícula causa dor. Isso acontece cerca de 30 a 60 minutos depois das refeições.

Normalmente a dor é do tipo cólica (vai e volta), por isso o nome cólica biliar, e localiza-se na região próxima ao estômago (no meio) ou do lado direito do abdome (na localização do fígado). Pode também irradiar-se para a região da escápula, as famosas omoplatas. A dor normalmente ocorre após refeições muito gordurosas, mas isso não regra, podendo ocorrer após uma alimentação normal. Além disso, pode estar associada a náuseas e vômitos. Muito comum o desconforto abdominal, aquela sensação de que comeu demais, com distensão abdominal, flatulência e eructação.
O diagnóstico normalmente é feito pela Ultrassom de vias biliares. O tratamento de pacientes com sintomatologia exuberante como as citadas acima é a cirurgia de retirada da vesícula, chamada colecistectomia.
A presença dos cálculos pode trazer complicações maiores? Sim! Pode ocorrer um processo inflamatório importante chamado colecistite aguda, com uma dor muito mais importante; pode também ocorrer impactação do cálculo em outro local chamado ducto colédoco e ainda pode-se desenvolver pancreatite, inflamação no pâncreas também resultado de cálculos nestas vias. Raramente pode ocorrer calcificação da vesícula.
Bom, acho que já deu pra entender direitinho esse assunto. De fato é super comum nas mulheres e quando seu médico disser que você tem cálculo na vesícula foi isso que aconteceu. Só não posso terminar esse texto sem dizer que encontrar pedrinhas na vesícula não é motivo de pânico nenhum, certo? Seu médico irá orientá-la corretamente para o tempo certo de operar.

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA