terça-feira, 26 de junho de 2012

Iniciado processo para união do convés da P-55 com o casco

Foram iniciados nesta segunda, 25, no dique seco do Rio Grande, os testes para o processo de união do deckbox (convés) da plataforma P-55 com o casco, operação denominada de "mating". Painéis expostos pela Petrobras nas portarias de acesso ao Estaleiro Rio Grande (ERG1), ontem, informavam a atividade, observando que estava sendo realizada a elevação do deck Box em 50 centímetros. A ação, para testes e pesagem, já significa o início do processo para o mating.
Os testes e preparativos terão continuidade nesta terça-feira, seguidos de novo içamento do deck Box até a altura de 10 metros. A operação de união do convés com o casco deve ocorrer no início de julho. O mating consistirá no içamento do deck Box, construído pela Quip S/A dentro do dique seco, a uma altura de 54 metros, com o uso de 12 macacos hidráulicos em ação simultânea, e inundação do dique para entrada do casco embaixo dele. O convés pesa 17 mil toneladas.
O casco da P-55, que foi construído no Estaleiro Atlântico Sul, em Suape, está atracado no cais Sul do Estaleiro Rio Grande (ERG1) desde 16 de janeiro deste ano.
Fonte: Jornal Agora (Carmem Ziebell)

-------------

Vamos relembrar o processo:

Reportagem assinada por Rafael Divério do Jornal Zero Hora (RBS) e publicada no dia 8 de dezembro revela que a união do casco com os módulos da plataforma P-55 vai erguer de uma só vez 17,5 mil toneladas. Segundo a matéria, é como se toda a população do Rio Grande fosse erguida. A ação faz parte da união do casco com os módulos da plataforma P-55 que entra em fase final de preparação.

Cerca de 17,5 mil toneladas – o equivalente ao peso médio de mais de 210 mil pessoas em idade adulta, quase equivalente à população total de Rio Grande – serão içadas a mais de 55 metros de altura no pólo naval gaúcho. A Quip está montando os suportes dos guindastes responsáveis pela operação, apresentada como o maior içamento da indústria naval mundial em todos os tempos.

Chamados de braces, os suportes devem ser concluídos até janeiro de 2012, quando o casco da plataforma chegará a águas gaúchas, depois do término da construção em Suape (PE). Esses equipamentos darão sustentação a 12 guindastes, posicionados em dois grupos de seis em cada lado da estrutura. Os suportes começaram a ser montados no mês passado. Cada brace terá 42,5 metros. Juntos, suportarão as torres de içamento que alcançarão 55,5 metros. Inédita no Brasil, a união, chamada de mating, é a marca da construção da primeira plataforma semissubmersível no Estado. O processo durará cerca de duas semanas, mas a parte inovadora está prevista para um só dia.

– Como é um peso muito grande para ser mantido em altura tão grande, precisaremos ter um dia com condições meteorológicas adequadas e fazer tudo de uma vez – explica José Simão Filho, gestor executivo da P-55.

Atualmente, 2,5 mil pessoas trabalham no Estaleiro Rio Grande (ERG). Até o final da obra, previsto para o primeiro semestre de 2012, o número de funcionários tocará no pico, com 3 mil pessoas no local.

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA