sexta-feira, 7 de junho de 2013

Prefeito de Rio Grande anuncia Comitê Estadual em Defesa da Indústria Naval

O prefeito do Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer, anunciou, na tarde desta segunda, 3,  a criação de um Comitê Estadual em Defesa da Indústria naval do Rio Grande do Sul. Acompanhado do secretário de Município de Desenvolvimento, Inovação, Emprego e Renda, João Carlos Cousin, do vice-reitor da Furg, Danilo Giroldo, e de Leonardo Maurano, representante da Superintendência do Porto do Rio Grande (Suprg), Lindenmeyer falou sobre o órgão à imprensa, na Prefeitura.

Conforme o prefeito, Rio Grande vem passando por uma reestruturação muito forte em decorrência do ressurgimento da indústria naval no País, em especial pelo advento do Polo Naval rio-grandino e da instalação do Estaleiro EBR em São José do Norte. Também teve selecionado o Arranjo Produtivo Local (APL) Naval e Offshore Rio Grande, São José do Norte e entorno, da Furg. Em função desta realidade, conversou com a Furg e a Suprg, contato que firmou a importância da constituição de um fórum permanente de debates visando ao fortalecimento da indústria naval no Estado, com qualidade de trabalho e de vida para os trabalhadores.

Na próxima segunda-feira, na sede da Prefeitura, haverá uma reunião ampliada para a qual serão convidados representantes de São José do Norte, Pelotas, de entidades representativas de classes, empresas constituídas em estaleiros e sistemistas, deputados estaduais e federais que tratam do tema, Câmaras de Vereadores, Governo do Estado, e outros. O comitê abrangerá inclusive o Polo Naval do Jacuí, do qual também serão convidados representantes para o próximo encontro.

O Comitê será um órgão para debate de questões relacionadas ao desenvolvimento econômico, adensamento da cadeia produtiva e qualificação profissional, bem como os riscos de descontinuidade dos contratos com a Petrobras e outras empresas e condições de trabalho e de moradia. A intenção é ter um fórum permanente para tratar especialmente de questões referentes à indústria naval no Rio Grande do Sul, importantes para se ter uma economia fortalecida no Estado e na região.

Alexandre Lindenmeyer disse que a proposta do Comitê ainda não está acabada, pois será aprimorada para que sejam dadas respostas rápidas às questões do setor. O representante da Suprg, Leonardo Maurano, frizou a importância de criação de um fórum para discussão de todas as questões que surgirem no setor e contribuir para que o Estado se consolide como um grande Polo no Brasil.

Para Danilo Giroldo, a criação do Comitê é oportuna, pois o Rio Grande do Sul hoje tem a maior carteira de encomendas em construção naval do Brasil, somando US$ 9,7 bilhões de dólares. Este valor engloba a construção, em Rio Grande, de oito cascos e três sondas e das plataformas P-55, P-58 e P-63, de módulos no Polo Naval do Jacuí e da EBR. "A universidade se coloca como parceira nesta iniciativa", afirmou.

Fonte:  Jornal Agora

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA