sábado, 26 de setembro de 2009

O DIA EM QUE JOÃO MARIA SCARLETT DEIXOU DE SER TIETE DO GLADIADOR!


Oi, gente! Lembram-se de mim? Eu sou o João Maria Scarlett.

Para quem não me conhece, quero relembrar a origem do meu nome. Scarlett é um sobrenome que herdei da minha avó inglesa e João é um nome herdado do meu pai. Maria era só o apelido dele, mas ele gostava tanto que decidiu transformá-lo em nome para mim! Ficou lindo, não ficou? Um nome ma-ra-vi-lho-sa-men-te pomposo! Um lorde inglês!

A-DO-REI!

Como vocês já devem ter percebido, eu sou um cruzeirense fanático. Eu sou quase um xiita fundamentalista de tão cruzeirense que eu sou. Só não vou ao campo porque não suporto cheiro de suor. Aquele monte de homens pulando e berrando são um horror. Argh! Gosto de homem perfumadinho e limpinho, recém-saído de uma banheira de espuma e sais minerais. Ui, é bom parar com essa conversa que já estou ficando todo arrepiado.

Sabem por que hoje eu venho aqui? Porque estou muito triste e se não desabafar, eu vou explodir em mil pedacinhos, igual a uma chuva de serpentinas. Tudo porque nós amamos o Gladiador e ele nos magoou profundamente. Traiu-nos de forma descarada. Tem até fotos provando toda a sua safadeza lá em São Paulo com a torcida do porco. Gente, só de lembrar me dá vontade de chorar, juro!

A minha dor é infinita. O meu coração está apertado de tanta infelicidade. Fizemos de tudo por ele aqui. Tudo. Demos o melhor salário, entendemos os seus pitis dentro de campo, as suas expulsões, os seus destemperos verbais e a sua braveza.
Até aqueles sonhos malucos nós relevamos. Hoje ele sonhava que era um jogador de seleção, amanhã já sonhava que era campeão da Libertadores...

Enquanto ele sonhava feliz, nós tínhamos pesadelos de arrancar até a raiz dos cabelos. Nenhum dos seus sonhos deu certo e nós é que ficamos chupando o dedo que nem bocós, servindo de chacota pra todo mundo. Que vergonha!

E a troco de quê, meu Deus? A troco de quê? Ai, eu choro tanto.

E para confirmar aquele ditado de que tragédia pouca é bobagem, ele colocou uma pedra definitiva no nosso relacionamento tão gostoso e profícuo.
Cometeu o maior dos pecados: decidiu se declarar arrependido por ter magoado uma torcida grande e fanática de Belo Horizonte ao imitar um galo! É o cúmulo da traição!

Gente, vocês não entendem a dimensão desta ofensa? Ele simplesmente reconheceu em cadeia nacional que a torcida do Atlético é muito grande e é fanática. E o pior: que nós o deixamos sozinho numa fria. Ora, foi ele quem fez a merda, não fomos nós. Ele que aguentasse sozinho a reação deles! Sou fanático, mas não sou burro, ora bolas!

Olha, Gladiador, você conseguiu machucar até o âmago do nosso ser, viu! Estamos magoados demais. Chamar a torcida do Atlético de fanática? Ah, tenha a santa paciência! Fanático sou eu que só lhe dei amor, seu safado de uma figa! Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão, viu? Não quero mais saber de você. Não quero, não quero e não quero. Pronto. Eu sou igual a um marimbondo. Mexeu comigo, tá ferrado! Vá pro Palmeiras, seu ingrato.

Ui, desabafei. Agora tô novo que nem um côco. Oh, tenho de deixá-los, lindos. Tá na hora de passar base nas unhas. O salão me espera. Tchau, meninas e meninos. FUI.

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA