segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Licitação de oito navios gaseiros.


O Estaleiro Atlântico Sul, em construção no Complexo de Suape, recebeu convite da Transpetro para participar da licitação de oito navios gaseiros, que a estatal vai encomendar dentro do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef).

O presidente do EAS, Angelo Bellelis, diz que vai analisar o convite, mas está interessado mesmo nas oito plataformas PFSOs que serão compradas pela Petrobras para a exploração do pré-sal.

Se decidir disputar os gaseiros, o EAS vai enfrentar empreendimentos nordestinos (e ainda virtuais). A Transpetro enviou, ontem, cartas convite para dez estaleiros brasileiros e outros nove estrangeiros, que terão que construir as embarcações em território nacional, respeitando um índice de nacionalização de 70% na compra de equipamentos e serviços.

Na lista dos convidados brasileiros estão o Estaleiro Ceará e o Estaleiro da Bahia dois concorrentes regionais do EAS ainda em fase de projeto. Assim como aconteceu com o Atlântico Sul, o estaleiro cearense aposta nessa primeira encomenda da Transpetro para garantir a implantação do empreendimento, orçado em R$ 220 milhões e que será construído na ponta da enseada do Mucuripe. O Estaleiro Ceará é capitaneado pelo grupo PJMR, que detém 10% de participação no EAS - onde a Camargo Corrêa e a Queiroz Galvão são majoritárias, cada uma com 45% do capital.

Além dos nordestinos, foram convidados cinco estaleiros do Rio de Janeiro (Mauá, Rio Nave, Brasfels, Eisa e o virtual SXT Brasil Offshore), um do Rio Grande do Sul (WTorre ERG Empreendimentos Navais e Portuários) e um do Pará (Rio Maguari). Os empreendimentos terão que enviar suas propostas técnicas e financeiras até 15 de outubro e a previsão da Transpetro é assinar os contratos até o final do ano. A estatal também precisa assinar os contratos da segunda etapa do Promef, aguardada desde o ano passado. O Promef está dividido em duas fases, sendo a primeira com um pacote de 26 navios e a segunda com 23, num total de 49 embarcações.

O pacote de oito gaseiros da Transpetro será licitado em um único lote. As embarcações serão utilizadas no transporte de gás liquefeito de petróleo (GLP) e terão tamanhos variados, sendo dois com 12 mil m³, dois com 4 mil m³ e quatro com 7 mil m³. Para os estaleiros virtuais será exigida a definição do local proposto e a descrição de todas as etapas da obra, com indicação dos recursos necessários e fontes de financiamento, além de um cronograma integrando a obra do estaleiro com a construção dos navios.

Por enquanto, o Atlântico Sul tem priorizado encomendas de navios de grande porte. Na carteira do empreendimento estão dez petroleiros suezmax da Transpetro, o casco da plataforma P-55 da Petrobras e cinco aframax.

Por Jornal do Commercio - PE

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA