quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Tirando Diletra (kkkkkk)

1 – E o líder caiu – Jogando contra o Vitória, o Palmeiras errou muitos passes e foi derrotado por 3×2. Um dos destaques da partida foi Uelliton, não só pela astúcia e ousadia de seus pais de não colocar o W no nome, mas também por levar uma bolada do goleiro Marcos e abrir o placar completamente sem querer! Com a derrota, o Verdão fica um ponto a frente de São Paulo e Inter.

2 – Quase…mais umas vez! – O estádio estava cheio. O Inter precisava ganhar para fazer pressão no Palmeiras ou assumir a liderança (o que de fato iria acontecer). Mas a equipe que mais empolga no futebol brasileiro amarelou novamente. O Colorado abriu o placar com Alecsandro, logo sofreu o empate. Na segunda etapa Gilberto marcou e na pressão, Andrezinho (Não é esse que você está pensando, o do Molejo é Andrezão!)empatou, mas em seguida, o Cruzeiro marcou com Thiago Ribeiro. Final, Cruzeiro, ainda sem pretensões no campeonato 3×2 no Inter que perdeu grande oportunidade na rodada.

3 – Na cola – O São Paulo conseguiu uma difícil vitória sobre o entrosado Avaí. Depois de um primeiro tempo equilibrado, o Tricolor bombardeou até marcar com Dagoberto e Hugo. Mas sem dúvida, o destaque do jogo foi o zagueiro Miranda, que, após passagem pela Seleção Brasileira, aprendeu a levitar.

4 – De volta – Por falar em Seleção, Adriano voltou inspirado das viagens para Argentina e Bahia. Ele fez dois dos 3×0 do Flamengo sobre oSport. Na seleção, o Imperador fez algo que no Flamengo seria inimaginável de se fazer: treinar em dois períodos. E deu no que deu! Já os pernambucanos continuam numa disputa acirrada com o Fluminense para ver quem fica com a lanterna.

5 – Alguma felicidade – Já que estamos falando da mistura seleção brasileira e atacantes esquentadinhos, Diego Tardelli também marcou na rodada. O atacante fez o gol da vitória do Atlético Mineiro sobre o Atlético Paranaense, 2×1. Cheio de felicidade, Tardelli fez uma homenagem para o Rubinho, mas, na volta para o meio de campo foi ultrapassado por um companheiro de equipe… A vitória colocou Galo no G4 e deixou o Furacão na 14° posição. Bom, se o torcedor do Furacão quiser algo para comemorar, até quarta, quando o Coritiba joga, o Atlético Paranaense está disparado na frente do rival, são grandessíssímos 28 pontos ante 26 do Coxa, uma humilhação! (convenceu?)

6 – Na dele – Jogando um futebol mais feio que a Dercy desnuda e mesmo assim vencendo. Este é o estilo do Santos, que ganhou de 1×0 do Santo André na Vila Belmiro em um jogo que criou menos que seu adversário, teve um volume de jogo questionável, mas, como diz o velho ditado: “O que vale são os três pontos” (tá bom, não é um velho ditado). O Peixe está na 9° colocação e segue pontuando, quietinho, na dele…

7 – FEIO – Essa foi a definição do jogo Botafogo e Fluminense. E não foi só porque a transmissão começou com um close no Rui cabeção não. A partida dos deseixperados (sacou o sotaque carioca?) terminou em 0×0, com poucas chances para ambos os lados, muitos passes errados e pouquíssima criatividade. Pra se ter uma ideia, o jogo foi tão ruim, que eu, humildemente fui ver as notas dos jogadores no Globoesporte.com e me parece que a redação do site se negou a dar nota para os atletas do Fogão…Bom, pelo futebol apresentado por eles, JUSTO!

8 – Da literatura para os gramados – Já que falamos do Rui cabeção, vamos continuar falando da cabeça alheia (Ui!). Lembra do Basílio, aquele carequinha que já tinha cara e idade de velho quando jogava no Palmeiras no final da década de 90? Ele ainda joga, está no Barueri e marcou na vitória de 3×1 diante do Goiás. Para se ter uma ideia, o cara é tão velho, que o renomado autor português Eça de Queirós escreveu um livro em 1878 baseado no atleta, o clássico Primo Basílio. O Barueri só perdeu para o São Paulo jogando em casa, e segue firme para conquistar uma vaga na Sul americana, algo inimaginável no começo do Brasileirão.


No filme Primo Basílio, o atacante do Barueri foi interpretado por Fábio Assunção

9 – AAAAAHHHH leluia! – Sim, o Rubinho venceu, e como até as proezas do Rubinho devem ficar em segundo lugar, o Grêmio conseguiu a primeira vitória fora de casa no Brasileirão. Proeza maior foi a do Náutico, que conseguiu perder a partida para o Grêmio em casa, por 2×0. Quanto aos gols, nada tão diferente dos jogos dentro de casa, Souza marcou o de sempre, e ele, Jonas, o artilheiro e ídolo internacional marcou o segundo. Depois de ser homenageado por cantores internacionais, chegou a vez dos religiosos manifestarem sua admiração por Jonas. O atacante conseguiu uma vaguinha no Velho Testamento da Bíblia, como profeta Jonas…A fama tem dessas!

10 – INJUSTIÇA! – Uma coisa temos que concordar, a imprensa Paulista e a carioca tem muito mais visibilidade do que a do resto do País. Um dos boatos espalhados pela imprensa carioca é que Rui, o lateral do Fluminense tem a maior cabeça (UI!) do campeonato brasileiro…Como nasci num Brasil democrático e prego este ideal, acho que o goleiro Eduardo Martini, goleiro do Avaí merece, ao menos uma menção honrosa. Não sei se mais alguém reparou, mas a circunferência da jaca do arqueiro pode sim ser equivalente a do lendário Rui Cabeção. Todavia, como ele não está no eixo Rio-São Paulo, nada é falado. Portando, por meio da coluna, fazemos uma homenagem a uma das grandes cabeças do Brasileirão: Eduardo Martini, que nas horas vagas, também é dono de um grande conglomerado de bebidas etílicas. (tudo isso para conseguirmos 10 itens!)

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA