segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Férias, crianças e o sol


As férias escolares continuam, e a molecada não vê a hora de aproveitar esse tempo com passeios em praia, piscinas, parques, quintal, varanda, até na entrada do prédio.
Aqueles pais que ainda tem um dia de folga ou apenas um tempinho façam atividades com as crianças!
Estou em Santos, o sol já dava seus primeiros sinais bem cedo, fui aproveitar alguns momentos de descanso na praia e não pude deixar de reparar na quantidade de crianças que crescia quanto mais se aproximava do meio dia e meia (horário de verão 11h30min) horário em que deixei a praia.
Como dizia a canção.. "moro em um país tropical.. abençoado por Deus e bonito por natureza", portanto faz muito calor durante todo o ano, no lazer ou durante todos os dias, estamos sujeitos a longa exposição ao sol, e não adianta esperar ajuda de Deus para se cuidar e curtir as belezas da natureza.
Portanto aproveite moderadamente o sol, nas primeiras horas da manhã e nas últimas horas da tarde, pois ativam a circulação sanguinea periférica e possibilitam a síntese de vitamina D na pele. Isso é importante, especialmente em crianças e jovens, pois a vitamina D (anti-raquítica) é indispensável para uma boa ossificação e, portanto, para um crescimento normal. (Brasil escola)

Não use filtro solar em bebês com menos de 6 meses de idade.

Mantenha-os fora do sol. 

Assegure-se de que há sombra total nos carrinhos e na cadeirinha do carro. Quando sair na rua, use sempre sombrinhas para o sol.

Para crianças de 6 meses ou mais:
• Evite o sol entre 10 e 16 horas, quando a radiação solar é mais intensa.
• Proteja a criança com chapéus e roupas. Um bom chapéu de sol deve proteger as orelhas, nariz e lábios. Isso também reduz o risco da criança vir a desenvolver catarata mais tarde.
• Aplique filtro solar com FPS 15 ou mais em todo o corpo de seu filho.
• Reaplique o filtro solar a cada 2 horas, principalmente quando ele for à água ou transpirar muito.
• Alguns remédios fazem com que a pele fique mais sensível ao sol. Quando o pediatra prescrever alguma medicação, pergunte se o sol deve ser evitado.
• Não se engane com dias nublados. Os raios solares perigosos atravessam as nuvens e a neblina.
• Cuidado com a luz refletida. A luz do sol reflete na areia, no concreto e na água, atingindo a pele, mesmo na sombra.
A sombra ensina a identificar o horário proibido
(Título dado pelo site, prefiro utilizar a palavra desaconselhado para evitar uma possível atração pelo que é “proibido”. E através de uma brincadeira ensinar sobre os relógios solares e que isso pode ser semelhante a sua sombra na praia)
Atividade

Ensine suas crianças a examinar a própria sombra Elas vão aprender desde cedo a evitar o pior horário do sol. Próximo ao meio dia nossa sombra fica menor do que o tamanho de nosso corpo, é o horário da sombra curta. É quando devemos evitar o sol.
Quando nossa sombra está maior do que nosso corpo, podemos ficar ao sol, mas com protetores solares. É o horário da sombra longa.

Referencia para escrever o texto - Dermatologia.net
veja mais na Sociedade Brasileira de dermatologia, existe até um espaço para crianças http://www.sbd.org.br/Kids/

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA