sábado, 17 de outubro de 2009

Licitação vai gerar 40 mil vagas

Petrobras lança pacote de construção com 28 sondas de perfuração para a exploração e a produção do petróleo do pré-sal. Medida reforça a expectativa de novos projetos para os estaleiros do Rio de Janeiro, Niterói e Angra dos Reis.


Rio - A Petrobras lançou ontem, sem alarde, o edital de licitação para a construção de 28 sondas de perfuração que serão utilizadas na exploração do petróleo do pré-sal. O pacote representa investimentos de US$ 14 bilhões e a criação de 40 mil empregos. A informação é do diretor de Serviços da estatal, Renato Duque, que anunciou na semana passada que o edital seria lançado. Parte dos recursos (R$ 4 bilhões) virá do Fundo Garantidor da Construção Naval.
empresa pretende ser proprietária e operar oito dessas unidades. Pelos planos da estatal, as demais serão de operadores de mercado. São três pacotes. O primeiro envolve sete navios-sonda, com capacidade para perfurar a lâmina d’água de 3 mil metros. Com projetos desse porte, é possível construir um novo estaleiro.
O segundo pacote terá duas unidades que deverão ser construídas em estaleiros diferentes, porque elas têm o mesmo prazo de entrega (40 meses). O terceiro será um pacote de 19 unidades, com a condição de construção no Brasil.
Segundo o deputado estadual Rodrigo Neves (PT), os estaleiros do Rio estão na expectativa de ganhar o contrato deste e de outros projetos de grande porte que poderão garantir empregos no estado. Um deles é o de contratação das plataformas P-61 e P-63 — que representam US$ 2 bilhões. O estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, está no páreo.
No esteio dos projetos da Petrobras também está o estaleiro Ishibrás, no Caju, que será arrendado para servir de base de construção de módulos de plataformas e cascos de navios. O contrato de arrendamento de R$ 4 milhões mensais já estaria fechado.
O deputado afirmou que a Petrobras fixou prazo de um mês para a conclusão de negociação de outra área a ser transformada em base para a construção naval na Ponta D’Areia, no antigo estaleiro Setal, em Niterói. Se o acordo com a Prefeitura não sair, 6 mil empregos diretos e indiretos poderão migrar para outro lugar.

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA