segunda-feira, 19 de outubro de 2009

CONSTRUÇÃO DE PLATAFORMAS PODERÁ GERAR MILHARES DE EMPREGOS NO ESTADO DO RJ.


O coordenador e representante da Alerj na Frente Fluminense em Defesa da Indústria Naval, deputado Rodrigo Neves (PT), participou  de uma reunião com o diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque. No encontro, Duque anunciou boas notícias para o setor naval que poderão gerar milhares de empregos no estado do Rio, como a conclusão do processo de contratação da construção das plataformas P-61 e P-63, um investimento de mais de US$ 2 bilhões no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, e os US$ 14 bilhões que serão investidos na construção de 28 sondas de perfuração, cujos editais de licitação foram divulgados hoje. “Nos próximos quatro meses esse processo de licitação estará concluído e o estado do Rio, que é reconhecidamente o estado de grande vocação no setor de construção naval, poderá ser beneficiado caso algumas dessas obras sejam realizadas por estaleiros fluminenses”, afirmou o deputado.
        Outra boa notícia para o setor dada por Duque está relacionada à revitalização da área do estaleiro Ishibrás, no Caju, que há 20 anos passa por dificuldades e é considerada uma das principais plantas industriais do setor naval no estado. O processo de negociação da Petrobras com os proprietários para o arrendamento da área está praticamente concluído. De acordo com Duque, a área será uma base para a construção de módulos de plataformas e cascos de navios.  O diretor de Serviços da Petrobras informou, ainda, que a empresa tem todo interesse em arrendar a área localizada na Ponta D’Areia, em Niterói, para instalar uma base para a construção de módulos para plataformas, mas que só pode esperar no máximo mais um mês para que a Prefeitura de Niterói decida se vai ceder os 20% da área que pertencem ao município – os outros 80% pertencem à Marinha. Se a negociação  não for bem sucedida, a Petrobras vai instalar a base em outro local e a cidade vai perder 1.500 empregos  diretos e 4.500 indiretos, que serão gerados pela empreendimento. Semana passada, o presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, divulgou que a Prefeitura está pedindo R$ 70 milhões para ceder a área, e considerou o valor fora da realidade. As negociações com a Marinha já foram concluídas.
        Também participaram da reunião representantes de outras instituições que compõem a frente, entre eles o assessor para a área de indústria naval da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Alexandre Gurgel; o presidente do Sinaval, Ariovaldo Rocha; o representante do Fórum de Trabalhadores do Setor Naval, Joacir Pedro, e o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói a Itaboraí, Reginaldo Costa.

Fonte: Diário de Petrópolis

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA