terça-feira, 20 de outubro de 2009

Quip negocia montagem da P-63 em Rio Grande.

Consórcio ofereceu novamente o menor preço e está em negociações finais com a estatal para assinar contrato.

Quase um ano depois, a finalização da P-63 se aproxima de novo de Rio Grande.
Em dezembro de 2008, o consórcio Quip havia apresentado a melhor oferta para a construção dos módulos e a integração ao casco, mas a licitação foi refeita pela Petrobras para baixar o custo. Agora, o Quip ofereceu novamente o menor preço e está em negociações finais com a estatal para assinar o contrato de US$ 1,25 bilhão.
– Acreditamos que daqui a algumas semanas vamos assinar o contrato – disse o diretor de suporte corporativo à gestão do Quip, Marcos Reis.
Segundo o executivo, depois de um processo de simplificação do projeto, foi possível reduzir o preço final de cerca de US$ 1,65 bilhão, como teria sido a oferta inicial, para algo em torno de US$ 1,25 bilhão. Conforme o projeto, o casco será transformado provavelmente fora do Brasil. Em Rio Grande, serão construídos os módulos de operação e de serviço, como o de geração de energia, com conteúdo nacional mínimo de 65%, que na fase final serão instalados sobre o casco, concluindo a plataforma.
Para a operação, o Quip pretende usar a área que já ocupa no porto de Rio Grande, onde foi montada a primeira plataforma de berço gaúcho, a P-53, acrescida do espaço desocupado pelas antigas instalações da Bunge. A Petrobras ainda não confirma oficialmente a informação.
 
Fonte: Marta Sfredo (ZERO HORA)

marta.sfredo@zerohora.com.br

De olho nos acontecimentos...

De olho nos acontecimentos...

Galo Até Morrer!!!

Galo Até Morrer!!!
Super Galo

Minha Princesinha

Minha Princesinha

Galerinha do Barulho rsrsrs...

Galerinha do Barulho rsrsrs...
Filhotes, Filhos

Minha vida

Minha vida
Família

EU E MINHA TURMINHA LINDA

EU E MINHA TURMINHA LINDA
FAMÍLIA